20°C 33°C
Altamira, PA
Publicidade

Decreto proíbe no Pará a entrada de mudas de estados com focos da monilíase

Adepará intensifica fiscalização e orientação a produtores locais

06/06/2024 às 08h36 Atualizada em 06/06/2024 às 16h49
Por: Raiany Brito
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

O Decreto estadual 3.954 proíbe a entrada de mudas de cacau ou cupuaçu e até amêndoas de estados onde há registro de focos da monilíase, como Acre e Amazonas. A doença pode comprometer mais de 80% da lavoura cacaueira. O Momento Agro é um oferecimento do Auto Posto Maverick - Sempre perto de você, Sicredi - Não é só dinheiro. É ter com quem contar, e Intergrãos - Insumos e produtos agropecuários.

Continua após a publicidade

"O papel da Adepará é orientar produtores e comerciantes sobre essa doença e fazer fiscalização. (..) Essa semana apreendemos uma carga de 126 sacas de amêndoas do cacau vindas do Amazonas. A legislação proíbe. Só entra muda com boletim de análise ambiental e amêndoas classificadas nos tipos um e dois.", explica Cássio Polla, engenheiro agrônomo da Adepará.

A Agência de Defesa Agropecuária do Pará (Adepará) além de demarcar rotas de riscos, para manter a doença longe do cacaueiro e do cupuaçuzeiro, também acompanha o cadastramento de agricultores e comerciantes locais. A medida é obrigatória. 

"As unidades, os produtores e empresas têm que fazer o cadastro na Adepará.", afirma Polla.

Com solos férteis e com alta produtividade, o Pará se destaca com a produção de cacau. Líder nacional com mais de 140 mil toneladas de amêndoas, a preocupação é evitar que a praga chegue até o estado, trazendo um prejuízo gigantesco para a economia paraense.

A monilíase causa podridão dos frutos. Ela é causada por um fungo que sobrevive no solo em frutos velhos. A Universidade Federal do Pará (UFPA) é parceira de órgãos como a Comissão Executiva do Plano da Lavoura Cacaueira (CEPLAC) e Adepará e segue vigilante sobre a monilíase. 

"Pedir auxílio para a Adepará o mais rápido possível. Na roça do cacau o agricultor deve fazer para qualquer tipo de doença, plantas com corte mais baixo, adubação, a poda fitossanitária tem que ser feita nos momentos corretos. A retirada dos frutos doentes, nós não temos a monilíase, mas temos podridão parda e vassoura de bruxa. O tratamento do casqueiro, esses tratos são essenciais na cacauicultura.", afirma o professor Dr. Miguel Alves.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Altamira - PA
Sobre o município
Altamira é um município brasileiro localizado no estado do Pará, na Região Norte do país. Sua população estimada em 2021 era de 117 320 habitantes. Com uma área de 159.533,306 km², segundo o IBGE em 2017, posiciona-se como o município mais extenso do Brasil.
Ver notícias
Altamira, PA
31°
Parcialmente nublado

Mín. 20° Máx. 33°

35° Sensação
0km/h Vento
62% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h32 Nascer do sol
06h28 Pôr do sol
Sáb 32° 21°
Dom 34° 21°
Seg 31° 21°
Ter 28° 22°
Qua 30° 21°
Atualizado às 19h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,43 -0,45%
Euro
R$ 5,81 -0,45%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,13%
Bitcoin
R$ 368,996,25 -1,52%
Ibovespa
121,341,13 pts 0.74%
Publicidade
Publicidade
Publicidade