Estudantes plantam mais de 100 mudas na semana do meio ambiente

Mais de 100 mudas foram plantadas por estudantes na manhã da última sexta-feira (7), no canteiro do Anel Viário. Ação faz parte de um projeto de arborização de Altamira. As atividades foram em comemoração à semana do meio ambiente.

Crianças de três escolas participaram da ação. Plantavam cada muda com muita animação, e unidos, não esconderam a felicidade de poder ajudar o meio ambiente.

Para a diretora Elisama Prado, da escola Ester Figueiredo, é muito importante a participação dos alunos em ações como estas, que reforçam a conscientização de proteger o ambiente, sem contar com a oportunidade de sentirem a vibração de contribuir com o planeta.

As mudas foram doadas pela prefeitura de Altamira que também é parceira do projeto. A Aída lembra que a conscientização e também, preservação do meio ambiente são necessárias para um futuro melhor. Outros pontos da cidade devem ser arborizados com o projeto.

(Karine Weil)

Forró Apaexonado supera expectativa de organizadores.

As bandeirolas coloridas anunciam que o São João chegou. No Forró dos Apaexonados, quem comprou o bingo ou consumiu no local, ajudou os meninos e meninas da Apae e a associação a manter suas ações durante todo o ano. O evento que começou pequeno, hoje já se tornou uma grande estrutura, que conta com apoio de vários órgãos solidários com a causa. É o caso do empresário Paulo Santana que contribui há alguns anos.

O evento nasceu há 20 anos e para celebrar e esse ano superou em 50% a edição do ano anterior, conforme a organização. A festa começou cedo e entrou a noite. O evento é realizado em um aras da cidade com entrada franca. O valor arrecadado é investido na instituição.

Assista ao vídeo

Influencers de Altamira contam os desafios de trabalhar com redes sociais

No rol das novas profissões, influencer digital, tornou-se comum nos últimos anos. As redes sociais possibilitaram o surgimento da atividade e cada dia mais pessoas se dedicam a trabalhar na internet. Em Altamira, blogueiras e empresas estão investindo nessa área.

A influencer Amanda Cristina Alves tem 21 anos e começou com um perfil de estudos. Ela estuda para o ingressar em Medicina e passou a divulgar sua rotina. Com isso ela viu o número de seguidores subir e passou a transformar isso em oportunidade de trabalho. “Eu sempre quis ajudar as pessoas a viverem seus sonhos, e por isso eu dividia o meu que é passar em Medicina. Com o tempo comecei a perceber como as mulheres eram rivais entre si, e eu comecei a falar muito sobre isso, sobre união, sobre a importância de acabar com esse conceito de que mulheres tem que ser inimigas, e junto com tudo isso vem empoderamento, aceitação, essa necessidade da gente olhar pra nós mesmas com mais carinho e parar um pouco o julgamento”, conta Amanda.

Segundo uma pesquisa realizada em 2018, pelo Instituto QualiBest, com mais de 4 mil internautas brasileiros, 81% dos jovens até 19 anos seguem algum influenciador digital. Destes, 49% já dão mais ouvidos às dicas dos criadores de conteúdo do que aos amigos ou parentes. David Augusto Ximenes de Lima, 24 anos, passou a usar sua conta no Instagram para registrar um desafio de saúde que iniciou em 2018. Ele percebeu o número de seguidores subir e observou ainda que no mercado de influencer de Altamira praticamente não havia homens. “No fim do ano passado fui convidado a participar de um desafio, onde eu teria que praticar exercícios físicos e fazer uma reeducação alimentar para atingir um peso ideal. Aceitei o desafio e passei a utilizar o Instagram como um diário digital”, explica o jovem.

Ele conta que passou a pesquisar cada vez mais sobre o trabalho. “Eu trabalhava como Corretor de Imóveis em tempo integral e passei a trabalhar meio período e investir meu tempo como influenciador digital, e com o tempo foi dando tão certo que hoje trabalho somente com isso”.

Entre as plataformas mais usadas estão Instagram e Youtube. O trabalho parece simples, gravar vídeos, mostrar produtos, ganhar presentes e tirar fotos. Mas por trás de tudo isso existe planejamento, contratos, responsabilidade, tempo, dedicação, produção de conteúdo e diferentes profissionais envolvidos.

Para Amanda, o maior desafio hoje é fazer as pessoas entenderam que o Instagram é seu emprego e como em qualquer emprego tem horário, compromisso e custos. “De amigos e até da família eu ouvia que eu batia perna o dia todo, que ficava só tirando fotos. E muitas empresas querem que a gente divulgue muito além do pacote combinado porque pra eles é só postar”, explica.

Para oferecer um trabalho de qualidade, profissionalismo é indispensável. A influencer conta que se tornou MEI – Micro Empreendedor Individual, abriu conta jurídica, procurou um profissional para elaboração dos contratos, além de assessoria e parcerias. “Eu tenho um mídiakit que envio aos profissionais que buscam meu trabalho, nele tem diferentes opções de pacotes para divulgação. Além disso passei a investir em assessoria de conteúdo, dessa forma posso planejar junto com cliente a melhor forma de divulgar e ele ter retorno desse investimento”, explica a jovem.

Segundo David, ele recebe inúmeras mensagens de empresas que querem informações sobre divulgação. “É passado todos os dados importantes como, alcance, impressões, visitas no perfil e postagem, entre outros. Ficam empolgados com os dados, mas alguns na hora de entrar em acordo sobre valores de divulgação acabam querendo pagar apenas com permuta”, conta o influencer.

Segundo David houve ainda outro desafio, ser homem em um universo em que a maioria é mulher. “Fui criticado por diversas pessoas inúmeras vezes por eu ser homem e essa profissão ser titulada somente para mulheres, que davam dicas. Como se nós homens também não nos interessasse em ter uma boa forma e aparência”, desabafa.

Oficialmente catalogados, existem 7500 influenciadores digitais em todo Brasil, segundo pesquisa “Raio-X dos influenciadores digitais do Brasil”, realizada pela Apex. Mas esse número é muito maior quando somados os micro influenciadores (pessoas com 5 a 100 mil seguidores em suas redes). Por terem um engajamento maior e serem mais baratos para as empresas, são uma forte tendência de mercado.

Vantagens de investir em influencers

  1. Grande alcance
    O boca a boca é uma das formas de divulgação mais eficientes que existem. Com a internet, esse processo se intensificou e ganhou abrangência. Mas, como já mencionamos, conquistar uma grande audiência é bastante trabalhoso e exige um grande empenho das marcas.
    Porém, ao firmar parcerias com influenciadores, você consegue levar a sua empresa a um grande número de pessoas. Além disso, esses profissionais da internet conseguem intensificar o boca a boca ao fazer com que os seus seguidores compartilhem informações — levando sua marca a outras pessoas.
  2. Segmentação de público
    É mais fácil desenvolver campanhas de divulgação para um público segmentado do que tentar se comunicar com todo mundo. Afinal, saber com quem se fala e como falar torna suas ações mais eficientes.
    Os influenciadores digitais já possuem sua base de seguidores, desenvolvem conteúdo específico e sabem exatamente qual linguagem utilizar. Ao utilizar esses profissionais em sua estratégia, as marcas conseguem atingir um público específico de maneira eficiente e atrair mais clientes.
  3. Posicionamento da marca
    Conceitos e valores também fazem parte da construção de uma marca. Uma empresa que tenha políticas questionáveis tende a perder clientes e credibilidade. Por outro lado, as companhias que adotem boas posturas conseguem chamar a atenção das pessoas e ganham mais destaque.
    Os influenciadores são conhecidos por suas ideias, opiniões e atitudes. São essas coisas que fazem com que as pessoas se reconheçam nesses profissionais da internet e as sigam. Apostar naqueles que refletem os valores da empresa é uma forma de reforçar o posicionamento da marca.
  4. Credibilidade da empresa
    Além de reforçar o posicionamento da empresa, os influenciadores também contribuem com a geração de credibilidade para produtos e serviços. Esses profissionais conquistaram grande audiência por se tornarem uma autoridade nos segmentos que atuam e, por isso, as pessoas os escutam.
    Associar um profissional considerado respeitável a produtos e serviços é uma forma de transferir confiança e credibilidade ao trabalho da sua companhia. Com isso, gera-se interesse nas pessoas e transmite-se a sensação de confiança e qualidade no trabalho desenvolvido pela marca.
  5. Fidelização e vendas
    Por um lado, os influenciadores conseguem atrair clientes para as empresas, e essa divulgação, quando bem trabalhada, é convertida em vendas. Afinal, você tem uma pessoa de influência defendendo a sua marca e divulgando produtos ou serviços a um grande número de pessoas — e isso tem que impactar positivamente suas vendas.
    De outro lado, essa comunicação atinge não apenas novos consumidores. Antigos clientes também acompanham os influenciadores digitais e escutam o que eles falam. Portanto, ao apostar nessa estratégia de marketing digital, também acontece um trabalho de fidelização, já que há um reforço positivo de imagem.
    Em um mundo no qual as relações de consumo mudaram com a internet, aliar marcas e influenciadores digitais pode ser uma estratégia importante para se destacar no mercado e ampliar a sua base de clientes ao mesmo tempo que fortalece a empresa. (Fonte Airfluencers)

Mayara Freire

Motociclista com sintomas de embriaguez se envolve em acidente

Segundo informações de testemunhas, um dos condutores descia a rua da Celpa no Jardim Ibisa e acabou colidindo com o outro motociclista que seguia na Alacid Nunes em direção ao centro da cidade.

A vítima atendida pelos plantonistas do Samu é Antônio Marcos. Ele reclamava de dores na coluna e foi levado até à Unidade de Pronto Atendimento – UPA. O outro condutor Francisco Alves, de 50 anos, não usava capacete e sofreu escoriações. Ele se recusou a receber os primeiros socorros e a ser conduzido ao hospital.

De acordo com testemunhas Francisco é quem teria provocado a colisão e ainda estaria levando um litro de bebida alcoólica que quebrou com o impacto, no meio da via. Ele estava com sintomas de embriaguez.
O outro condutor, Antônio Marcos, saiu do bairro Buriti para acompanhar o avô que estava internado na UPA, quando sofreu o acidente. As duas motocicletas ficaram danificadas. O departamento municipal de trânsito foi acionado e registrou mais uma colisão ocasionada pela mistura de álcool e direção.

(Raiany Brito)

Assista ao vídeo

Condutora é vítima de assalto no bairro Mutirão

Era por volta de 20h30 da última quinta-feira (06) quando uma mulher, que prefere não ser identificada, seguia do Mutirão para o bairro Brasília e foi abordada por dois criminosos. “Passei pelo sinal da transamazônica e na entrada do Mutirão eles me abordaram e me pediram pra descer da moto”, contou a vítima.

Sem nada para esconder o rosto, eles fizeram ameaças e conseguiram roubar uma motocicleta. A vítima ainda se recupera do susto. “Até agora estou em choque, depois a gente fica pensando que poderia ter acontecido coisa pior”, relata.

Um boletim de ocorrência foi registrado na delegacia. A polícia segue investigando o caso e conta com o apoio dos moradores para chegar até os criminosos. A motocicleta era o único meio de transporte que ela e o esposo tinham. Faltando algumas parcelas para quitar o veículo, o desabafo é de indignação. “Tristeza, a gente trabalha e se esforça tanto pra eles chegarem e levarem”, desabafou.

(Raiany Brito)

Assista ao vídeo

Idosa está desaparecida há 21 dias

Maria Dutra Oliveira tem 69 anos, ela continua desaparecida há mais de 20 dias. O filho afirma que apenas uma vez ela saiu e foi encontrada na Unidade de Pronto Atendimento – UPA. Isso aconteceu por causa de episódios de esquecimento.

Todos os dias Dona Maria tinha o costume de sair pra dar uma volta. Mas no dia 18 de maio, em um sábado, ela saiu, fechou o portão e até agora ainda não apareceu. O filho, Manoel Araújo, conta que está muito preocupado mas acredita que a mãe está viva.

Emanoel contou que Maria saiu por volta de uma hora da tarde do bairro Bela Vista. Ele chegou a procurar em bairros vizinhos. Outras pessoas entraram em contato para informar o possível paradeiro da idosa, mas até agora ela não foi encontrada. Ele faz um apelo, para que liguem caso alguém a encontre. “meu telefone é 99188 -8519, pode ligar pra mim ou pra polícia”, pede.

Assista ao vídeo

Receitas com farinha do Babaçu ganham destaque em concurso de culinária

A Ailde Leocaio é merendeira escolar do município de Vitória do Xingu, sudoeste paraense. Ela participou de um concurso em que receitas com farinha de babaçu foram criadas e oferecidas na merenda dos alunos da rede municipal de ensino. A macarronada de frango, agora, tem um ingrediente especial e foi aprovada pela criançada. “Eles gostaram, comeram bem”.

Foi realizada uma degustação das receitas propostas pelas merendeiras, no projeto ‘Da floresta para merenda’. A farinha é originária do coco babaçu, uma fruta daqui da região e que tem um alto valor nutritivo. Daqui pode-se fazer várias receitas, entre macarronadas, estrogonofes, bolos e até rocambole.

A professora Rosiene Santos conta que já conhecia o mingau, mas aprovou as receitas apresentadas. “No início eu não gostei porque eu não gosto muito do sabor doce, mas não sabia das inúmeras receitas, realmente são deliciosas, estão de parabéns”, contou Rosiene.

A idealizadora do projeto é a nutricionista Daniele Damasceno. Ela conta como surgiu a ideia de usar farinha do babaçu em receitas onde o amido de milho possa ser substituído. “A farinha é produto dos nossos extrativistas, é riquíssima em fibra, ferro, e vem pra merenda pra somar, além dos nutrientes ajudam a manter nossa floresta em pé”, contou a profissional.

Para o coordenador do Instituto Sócio-Ambiental da região, Marcelo Salazar, os maiores beneficiados são os alunos. Já que se trata de uma alimentação mais orgânica e com ótimo sabor.

Em dezembro de 2017, a renomada chef de cozinha Bela Gil, que é especializada em culinária natural, esteve em Altamira para apresentar os benefícios do componente na alimentação. Sem falar que o produto é cultivado sem a utilização de insumos agrícolas e agrotóxicos por famílias que habitam as reservas extrativistas da região.

A Edineide Silva foi mais longe, e criou um estrogonofe. Uma receita rápida, fácil e que leva apenas 30 minutos para ficar pronta. Os alunos da escola em que ela trabalha adoraram, e ela se tornou uma das finalistas.

(Ibis Felipe Lins)

Assista ao vídeo

Família de adolescente assassinada faz relato sobre a menina

Uma vida ceifada ainda na adolescência. Vilma Marques Nascimento tinha 14 anos e foi morta à tiros na avenida Cicero Maia, na noite da última segunda-feira (3). De acordo com a polícia, a menina tinha histórico de roubos e furtos e era acompanhada pelo conselho tutelar.

Segundo uma tia da menina, que preferiu não se identificar, a família sempre procurou meios para tentar ajudar a menina. Vilma teve o pai assassinado ainda quando era criança e a mãe tem transtornos psicológicos. A avó da adolescente junto com outros familiares, eram quem sempre procuravam amparar Vilma.

A tia conta que Vilma foi por várias vezes encaminhada ao Econ, Espaço de Convivência para Meninos e Meninas, mas logo em seguida era entregue à família. Mas, a garota se recusava a ficar com eles. A tia reclama que comentários estão sendo ditos sobre a família, onde afirmam que nada teria sido feito para tirar a menina das ruas.

Ainda segundo a família, as suposições de que a tia não queria a menina na casa, por medo da menina ser abusada sexualmente, é mentira.

Vilma foi assassinada com um tiro no rosto. Outro jovem que estaria com ela, também foi atingido, mas de raspão. A polícia investiga o motivo do crime. Até o momento, ninguém foi preso.

(Karine Weil)

Assista ao vídeo

Jovem sofre tentativa de homicídio no RUC Laranjeiras

Na porta do banheiro da casa as marcas dos tiros. Foram treze disparos feitos contra um homem, de 21 anos, no Reassentamento Urbano Coletivo Laranjeiras. Ele estava com a esposa na sala quando avistou dois homens armados.

Os criminosos chegaram em uma moto, entraram na residência e começaram a atirar, a vítima correu para o banheiro pra se defender, mas foi atingindo por três disparos.

O jovem foi socorrido por vizinhos e levado para o Hospital Geral de Altamira com um tiro de raspão na cabeça e dois no braço. A polícia civil investiga a motivação do crime. Este é o segundo caso de tentativa de homicídio registrado nos últimos quatro dias, em Altamira. No último sábado um jovem foi encontrado esfaqueado no meio da via no Reassentamento Água Azul. A vítima não lembrava de nada.

Pará notifica surto de casos de sarampo; Altamira está fora da lista

O ministério da saúde informou que este ano já foram confirmados mais de 10 mil casos de sarampo, no Brasil 3 estados estão com surtos da doença. Depois de Amazonas e Roraima, o Pará registrou 62 casos da doença até o dia 28 de janeiro.

Dados preliminares de 2018 apontam que 49% dos municípios do país (2.751) não atingiram a meta de cobertura vacinal, que deve ser igual ou maior que 95%. Segundo nota do Ministério, os dados são ainda mais preocupantes nos estados com surto: no Pará mais de 80% dos municípios não atingiram a meta. “Nós temos recebido pessoas de outros países, como venezuelanos, que tem entrado no estado e muitas vezes vem portando esse vírus, e as pessoas nestes estados que não estão vacinas podem contrair o vírus”, explica a coordenadora do setor epidemiológico, Marleide Jorge.

Com os casos do vírus pelo país, o Brasil pode perder o certificado de erradicação da doença, “única forma de evitar é com a vacina”, reforça a coordenadora. Em Altamira não houve nenhum registro, mas na região teve uma notificação. “Aqui na região, estamos com um caso suspeito em Porto de Moz que está sendo investigado”, esclarece Marleide.

(Athaynara Farias)

Assista ao vídeo