Baixe o APP vale do Xingu

Terça, 07 de Dezembro de 2021 16:08
93 99192-6623
Pará Violência

Ato pede prisão de pastor e respeito às vítimas de estupro

A decisão de não acatar o pedido de prisão do pastor, que foi solicitado pela polícia, irritou os movimentos, que entendem como uma punição às vítimas

25/11/2021 12h33 Atualizada há 2 semanas
Por: confirmanoticia
Reprodução Vale do Xingu
Reprodução Vale do Xingu

Em Altamira, representantes de movimentos sociais se reuniram contra a violência de gênero, e pediram a prisão do pastor Dorivaldo Teixeira, denunciado por estupro.

Com faixas e cartazes nas mãos, membros de vários movimentos sociais em atuação na região, cobraram mais celeridade nos processos que envolvem crimes de violência contra mulheres e meninas na região do Xingu.

O ato lembra dezenas de crimes que ficaram marcados na história da região, e que se acumulam aguardando decisão judicial. O caso mais recente envolve um pastor da igreja evangélica quadrangular, denunciado por assédio e abusos sexuais contra meninas que eram membros da própria igreja.

A decisão de não acatar o pedido de prisão do pastor, que foi solicitado pela polícia, irritou os movimentos, que entendem como uma punição às vítimas.

Dorivaldo foi denunciado por cinco mulheres, que afirmam terem sido vítimas de abusos. Uma das vítimas contou à polícia em depoimento que os abusos começaram quando ela tinha apenas 9 anos, e muitas das violações cometidas pelo líder religioso aconteceriam dentro do próprio prédio da igreja durante eventos religiosos.

Além do pedido de remoção do juiz que decidiu não acatar a prisão do pastor, os movimentos prometerem buscar apoio junto a entidades nacionais e internacionais em favor das vítimas. Para Mônica Brito, do Movimento de Mulheres, é inadmissível uma decisão como essa. "A justiça precisa mudar", pontuou. 

As investigações sobre o caso do pastor Dorivaldo Teixeira ainda não foram concluídas, além das cinco denunciantes, outras mulheres já procuraram o ministério público e a delegacia da mulher para externar seu desejo de denunciar.

Os advogados que representam as vítimas, e os movimentos sociais reforçam a necessidade de denunciar. 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Altamira - PA

Altamira - Pará

Sobre o município
Altamira é um município brasileiro localizado no estado do Pará, na Região Norte do país. Sua população estimada em 2018 era de 113 195 habitantes. Com uma área de 159 533,328 km², segundo o IBGE em 2017, posiciona-se como o município mais extenso do Brasil.
Altamira - PA
Atualizado às 15h54 - Fonte: Climatempo
29°
Muitas nuvens

Mín. 24° Máx. 32°

33° Sensação
4 km/h Vento
79% Umidade do ar
90% (20mm) Chance de chuva
Amanhã (08/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 30°

Sol com muitas nuvens e chuva
Quinta (09/12)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 23° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.