Baixe o APP vale do Xingu

Quinta, 16 de Setembro de 2021 23:04
93 99192-6623
Pará Doença de Haff

Pará investiga três casos suspeitos de 'doença da urina preta'

É importante que o tratamento da doença de Haff seja iniciado assim que os primeiros sintomas surgirem

10/09/2021 15h41
Por: confirmanoticia
Foto: divulgação
Foto: divulgação

A Sespa – Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará investiga mais um caso da doença de Haff, conhecida como doença da urina preta. Dessa vez, a notificação foi na cidade de Trairão, sudoeste do estado e já é a terceira no Pará. Os outros casos são em Belém e em Santarém, no qual um mototaxista morreu.

Em nota, a Sespa informou que "foi notificada e está investigando”. A pasta orientou os municípios a aumentar a atenção à inspeção sanitária dos locais de venda e sobre a importância do acondicionamento correto do pescado. 

Além disso, a secretaria alertou para os sintomas: 

  • dor muscular intensa na costa e membros inferiores
  • urina de cor escura associada a ingestão de pescado em até 24h 

Lembrando que nesses casos é necessário buscar atendimento médico imediatamente.

Em relação ao consumo de pescado, ainda na nota, a Sespa afirma que a "proibição, liberação do consumo de pescado ou bloqueio é de responsabilidade de cada município".

Doença de Haff

A doença de Haff é uma síndrome que consiste em rabdomiólise (condição clínica definida por lesão muscular com liberação de conteúdo intracelular) sem explicação, e se caracteriza por ocorrência súbita de extrema rigidez muscular, mialgia difusa, dor torácica, dispneia, dormência, perda de força em todo o corpo e urina “cor de café”, associada à elevação sérica de creatinofosfoquinase (CPK), correlacionado a ingestão de crustáceos e principalmente de pescados.

Tratamento

É importante que o tratamento da doença de Haff seja iniciado assim que os primeiros sintomas surgirem, pois dessa forma é possível prevenir a progressão da doença e o surgimento de complicações.

Normalmente é indicado que a pessoa fique bem hidratado nas 48 a 72 horas seguintes ao aparecimento dos sintomas, pois dessa forma seria possível diminuir a concentração da toxina no sangue e favorecer a sua eliminação através da urina.

Além disso, pode ser recomendado o uso de analgésicos com o objetivo de aliviar a dor e o desconforto, além de medicamentos diuréticos para favorecer a produção de urina e promover a limpeza do organismo.

 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Altamira - PA
Atualizado às 22h57 - Fonte: Climatempo
28°
Poucas nuvens

Mín. 24° Máx. 34°

29° Sensação
17.3 km/h Vento
57.8% Umidade do ar
83% (5mm) Chance de chuva
Amanhã (17/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 36°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Sábado (18/09)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 24° Máx. 35°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.