19°C 35°C
Altamira, PA
Publicidade

Concurso Nacional Unificado é publicado e oferece mais de 6 mil vagas

Concurso será aplicado em 17 municípios do estado do Pará

11/01/2024 às 18h10 Atualizada em 12/01/2024 às 17h51
Por: Markelle Lereno
Compartilhe:
Foto: Reprodução/Internet
Foto: Reprodução/Internet

O Governo Federal anunciou, nesta quarta-feira (10), a publicação do edital do Concurso Nacional Unificado, que traz oportunidades para ingresso em diferentes carreiras do serviço público.

O certame, organizado pela Fundação Cesgranrio e idealizado pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI), oferece um total de 6.640 vagas distribuídas entre 21 órgãos públicos participantes.

Continua após a publicidade

As inscrições serão aceitas a partir de 19 de janeiro, exclusivamente através da página do Concurso Nacional Unificado, e encerrarão em 9 de fevereiro. Os interessados em participar deverão pagar uma taxa de R$ 60 para nível médio e R$ 90 para nível superior.

Estudantes bolsistas do Programa Universidade Para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) serão isentos do pagamento da taxa.

Os candidatos serão avaliados por meio de provas objetivas e curso de formação (apenas para os cargos que necessitarem). Os exames estão marcados para serem aplicados em 5 de maio, em 220 municípios do Brasil.

Confira detalhes e informações importantes sobre o Concurso Nacional Unificado

Como se inscrever

Os interessados em participar do Concurso Nacional Unificado devem seguir os seguintes passos para efetuar suas inscrições:

  • Acesse sua conta na plataforma Gov.br, que garante a correta identificação de cada cidadão que utiliza os serviços digitais do governo;
  • Após o acesso, preencha os formulários e anexe os documentos exigidos conforme especificado no edital;
  • As inscrições devem ser feitas exclusivamente pelo próprio candidato, utilizando a plataforma Gov.br;
  • Todas as categorias de conta na plataforma Gov.br (ouro, prata ou bronze) serão aceitas para as inscrições.

Datas importantes

  • A divulgação final dos resultados está prevista para 30 de julho.
  • A convocação para a posse e para os cursos de formação terá início em 5 de agosto.

Cotas

O Concurso Unificado adota políticas de cotas, sendo:

  • 5% das vagas de cada cargo destinadas a candidatos com deficiência.
  • 20% das vagas reservadas para candidatos negros.
  • 30% das vagas designadas para a Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai), destinadas a candidatos de origem indígena.

Distribuição de vagas

  • As vagas serão distribuídas por blocos nos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional.

Quantidade de vagas

  • Do total de 6.640 vagas, 5.948 são para nível superior (graduação) e 692 são para nível médio.

Salários

  • Os salários variam de R$ 3,7 mil a R$ 23 mil.

Blocos e número de vagas por bloco:

  • Bloco 1 - Administração e Finanças Públicas (727 vagas).
  • Bloco 2 - Setores Econômicos, Infraestrutura e Regulação (597 vagas).
  • Bloco 3 - Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Agrário (530 vagas).
  • Bloco 4 - Educação, Ciência, Tecnologia e Inovação (971 vagas).
  • Bloco 5 - Políticas Sociais, Justiça e Saúde (1.016 vagas).
  • Bloco 6 - Trabalho e Previdência (359 vagas).
  • Bloco 7 - Dados, Tecnologia e Informação (1.748 vagas).
  • Bloco 8 - Nível Intermediário (692 vagas).

Isenção da taxa

  • Candidatos integrantes do Cadastro Único para Programas Sociais (CadUnico) estarão isentos da taxa de inscrição.
  • Aqueles que cursam ou cursaram faculdade pelo Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies) ou pelo Programa Universidade para Todos (ProUni) também serão isentos.
  • Candidatos que passaram por transplante de medula óssea estão igualmente isentos da taxa de inscrição.

Cidades do Pará onde o concurso será aplicado

  • Altamira
  • Ananindeua
  • Belém
  • Bragança
  • Breves
  • Cametá
  • Itaituba
  • Marabá
  • Monte Alegre
  • Oriximiná
  • Paragominas
  • Parauapebas
  • Redenção
  • Santana do Araguaia
  • Santarém
  • São Félix do Xingu
  • Tucuruí

Cargos e distribuição de vagas

Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI):

  • Especialistas em políticas públicas e gestão governamental (EPPGG): 150 vagas;
  • Analista de infraestrutura (AIE): 30 vagas;
  • Analista técnico de políticas sociais (ATPS): 360 vagas;
  • Analista em tecnologia da informação (ATI): 300 vagas;
  • Analista técnico-administrativo: 190 vagas;
  • Economista: 27 vagas;
  • Psicólogo: 2 vagas;
  • Estatístico: 12 vagas;
  • Técnico em comunicação social: 10 vagas;
  • Técnico em assuntos educacionais: 2 vagas;
  • Arquivista: 16 vagas;
  • Arquiteto: 14 vagas;
  • Engenheiro: 68 vagas;
  • Bibliotecário: 4 vagas;
  • Contador: 5 vagas;
  • Médico: 20 vagas.

Ministério do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços (MDIC):

  • Analista de comércio exterior (ACE): 50 vagas;
  • Analista técnico-administrativo: 50 vagas;
  • Economista: 10 vagas.

Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq):

  • Especialista em regulação de serviços de transportes aquaviários: 30 vagas.

Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL):

  • Especialista em regulação de serviços públicos de energia: 40 vagas.

Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) e Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet):

  • Auditor-fiscal federal agropecuário: 200 vagas;
  • Analista em ciência e tecnologia: 40 vagas;
  • Tecnologista: 40 vagas;
  • Agente de atividades agropecuárias: 100 vagas;
  • Agente de inspeção sanitária e industrial de produtos de origem animal: 100 vagas;
  • Técnico de laboratório: 40 vagas.

Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra):

  • Analista administrativo: 137 vagas;
  • Analista em reforma e desenvolvimento agrário: 446 vagas;
  • Engenheiro-agrônomo: 159 vagas.

Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI):

  • Analista em ciência e tecnologia: 296 vagas.

Ministério dos Direitos Humanos (MDH):

  • Analista técnico de políticas sociais (ATPS): 40 vagas.

Ministério da Educação (MEC):

  • Analista técnico de políticas sociais (ATPS): 70 vagas

Fundação Nacional dos Povos Indígenas (Funai):

  • Indigenista especializado: 152 vagas;
  • Administrador: 26 vagas;
  • Antropólogo: 19 vagas;
  • Arquiteto: 1 vaga;
  • Arquivista: 1 vaga;
  • Assistente social: 21 vagas;
  • Bibliotecário: 6 vagas;
  • Contador: 12 vagas;
  • Economista: 24 vagas;
  • Engenheiro: 20 vagas;
  • Engenheiro-agrônomo: 31 vagas;
  • Engenheiro florestal: 2 vagas;
  • Estatístico: 1 vaga;
  • Geógrafo: 4 vagas;
  • Psicólogo: 6 vagas;
  • Sociólogo: 12 vagas;
  • Técnico em assuntos educacionais: 2 vagas;
  • Agente em indigenismo: 152 vagas;
  • Técnico em comunicação social: 10 vagas.

Ministério da Saúde (MS):

  • Tecnologista: 220 vagas.

Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP):

  • Analista técnico administrativo: 100 vagas;
  • Analista técnico de políticas sociais (ATPS): 30 vagas.

Ministério do Trabalho e Emprego (MTE):

  • Auditor-fiscal do trabalho (AFT): 900 vagas.

Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc):

  • Analista administrativo: 15 vagas;
    Especialista em previdência complementar: 25 vagas.

Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS):

  • Especialista em regulação de saúde suplementar: 35 vagas.

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE):

  • Analista de planejamento, gestão e infraestrutura em informações geográficas e estatísticas: 275 vagas;
  • Tecnologista em informações geográficas e estatísticas: 312 vagas;
  • Pesquisador em informações geográficas e estatísticas: 8 vagas;
  • Técnico em informações geográficas e estatísticas: 300 vagas.

Advocacia Geral da União (AGU):

  • Administrador: 154 vagas;
  • Arquiteto: 5 vagas;
  • Arquivista: 2 vagas;
  • Analista técnico-administrativo: 90 vagas;
  • Contador: 47 vagas;
  • Economista: 35 vagas;
  • Engenheiro: 18 vagas;
  • Estatístico: 7 vagas;
  • Médico: 3 vagas;
  • Psicólogo: 10 vagas;
  • Técnico em assuntos educacionais: 20 vagas;
  • Técnico em comunicação social: 9 vagas.

Ministério dos Povos Indígenas (MPI):

  • Analista técnico-administrativo: 30 vagas.

Ministério do Planejamento e Orçamento (MPO):

  • Analista técnico-administrativo: 45 vagas;
  • Economista: 15 vagas.

Ministério da Cultura (MinC):

  • Analista técnico-administrativo: 50 vagas.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep):

  • Pesquisador-tecnologista em informações e avaliações educacionais: 50 vagas.
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Altamira - PA
Sobre o município
Altamira é um município brasileiro localizado no estado do Pará, na Região Norte do país. Sua população estimada em 2021 era de 117 320 habitantes. Com uma área de 159.533,306 km², segundo o IBGE em 2017, posiciona-se como o município mais extenso do Brasil.
Ver notícias
Altamira, PA
19°
Tempo limpo

Mín. 19° Máx. 35°

20° Sensação
2.57km/h Vento
100% Umidade
0% (0mm) Chance de chuva
06h36 Nascer do sol
06h34 Pôr do sol
Qua 34° 22°
Qui 36° 21°
Sex 32° 20°
Sáb 36° 21°
Dom 36° 21°
Atualizado às 08h01
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,57 -0,05%
Euro
R$ 6,07 -0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,32%
Bitcoin
R$ 394,366,09 -1,43%
Ibovespa
127,859,63 pts 0.19%
Publicidade
Publicidade
Publicidade