Sábado, 19 de Junho de 2021 03:07
93 9192-6623
Entretenimento ‘Você

‘Você ficou sabendo?’ – entenda a ciência por trás da fofoca

‘Você ficou sabendo?’ – entenda a ciência por trás da fofoca

04/09/2019 04h13 Atualizada há 2 anos
Por: confirmanoticia
‘Você ficou sabendo?’ – entenda a ciência por trás da fofoca

Quantas fofocas você já ouviu ou fez hoje? Espere, não responda ainda. A maioria de nós faz muitas fofocas durante o dia, mesmo sem perceber. Aliás, um estudo publicado este mês na revista Social Psychological and Personality Science apontou que as pessoas gastam cerca de 52 minutos por dia apenas fofocando. O conteúdo da fofoca, no entanto, vai surpreender. Os pesquisadores explicaram que a definição de fofoca respeita um princípio básico: falar sobre alguém que não está presente, independente de estar contando que um colega de trabalho passou vergonha no happy hour da empresa ou que sua prima vai casar no próximo final de semana.

Ou seja, a maioria dos 52 minutos que um indivíduo passa fofocando diariamente envolve o compartilhamento informações inofensivas sobre a vida cotidiana. Mas por que fazemos isso? Segundo especialistas, o ato de fofocar é um instinto humano fundamental que existe pela necessidade de viver em grupo e sobreviver dentro dele. “As pessoas precisam ter o máximo de informação possível sobre os indivíduos ao seu redor para saber como eles são, em quem se pode ou não confiar, quem quebra regras do grupo, quem é amigo de quem, quais são as personalidades e pontos de vista das outras pessoas, etc”, explicou Mark Leary, da Universidade Duke, nos Estados Unidos, à revista Health.

Questão de sobrevivência

Desde o princípio da humanidade, a fofoca faz parte do cotidiano como forma de sobrevivência. Os nossos ancestrais, por exemplo, dependiam de outros membros da tribo para obter comida, abrigo e proteção. No entanto, se o membro responsável pela caça de repente ficasse doente e não pudesse cumprir sua obrigação, os membros que dependiam dele poderiam passar fome se alguém não os notificasse sobre a doença. Isso comprometeria a sobrevivência do grupo.

Pense na sua família. Se a pessoa responsável por sustentar a casa perdesse o emprego, não seria melhor ficar sabendo o mais rápido possível para conseguir planejar melhor a administração das despesas mensais? Talvez, essa pessoa prefira não falar imediatamente na esperança de conseguir outro emprego logo, mas, se isso não acontecer, o bem-estar da família pode ficar comprometido. Portanto, alguém do grupo pode achar melhor avisar os demais sobre o ocorrido para ter um plano reserva em caso do emprego não aparecer tão rápido quanto se esperava. Uma fofoca necessária.

(veja)

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Altamira - PA
Atualizado às 03h00 - Fonte: Climatempo
23°
Poucas nuvens

Mín. 22° Máx. 32°

23° Sensação
7.7 km/h Vento
92.3% Umidade do ar
90% (8mm) Chance de chuva
Amanhã (20/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 31°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.
Segunda (21/06)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 32°

Sol, pancadas de chuva e trovoadas.