Hospital Regional Público da Transamazônica recebe novo mamógrafo

Mais conforto, rapidez e praticidade. É assim que as pacientes que se dirigirem para o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, poderão realizar seus exames de mama.

Isso porque a unidade realizou a instalação de um novo mamógrafo utilizado para rastreio e diagnóstico do câncer de mama. O equipamento foi adquirido com investimento de R$ 680 mil pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa).

Tanto o processamento como as imagens geradas pelo equipamento trazem inovações que garantem melhor visualização do tecido mamário e de detalhes de áreas anormais, fatores que facilitarão o diagnóstico de células tumorais. Por mês, podem ser realizados 126 exames.

No início deste mês, os técnicos de radiologia do HRPT passaram por uma capacitação sobre a utilização do mamógrafo.

O equipamento realiza o exame em até três minutos e possui um botão inteligente que, configurado pelo profissional, executa automaticamente os movimentos necessários para registrar as imagens de diferentes ângulos.

Com tanta tecnologia, as pacientes ficam menos expostas à radiação e recebem mais atenção dos técnicos durante a realização do exame.

E se o diagnóstico for positivo?

Caso a paciente apresente alguma alteração no exame, ela será imediatamente encaminhada para uma consulta com o mastologista da unidade, que avaliará o resultado e dará as orientações necessárias.

“Para nós, que somos referência nos atendimentos na região do Xingu, o mamógrafo chegou em uma boa hora. O equipamento possui uma série de recursos tecnológicos, que facilitará o diagnóstico médico, além de dar mais agilidade nos atendimentos”, explica Edson Primo, diretor Hospitalar.

Marcação de consulta

Com o objetivo de intensificar o diagnóstico precoce do câncer de mama no mês de outubro, a Sespa disponibilizou uma ferramenta que facilita a marcação do exame. Mulheres entre 50 e 69 anos podem solicitar a mamografia pelo aplicativo de mensagens WhatsApp, por meio do número: (91) 99358-7182. O atendimento é feito de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

“O exame foi muito tranquilo e não senti nenhuma dor ou incômodo. Desde a marcação até hoje, foi tudo muito rápido”, comentou Luciene Ferreira, de 54 anos, uma das primeiras pacientes a realizar o exame no novo mamógrafo.

Campanha Outubro Rosa da Pró-Saúde

A Pró-Saúde, gestora do Hospital Regional Público da Transamazônica, também está promovendo a campanha Outubro Rosa, com estímulo à prevenção. Neste ano, a entidade buscar enxergar o problema com os olhos dos pacientes.

A proposta é entender as dúvidas e angústias da população no processo de adesão à prevenção. As perguntas do público serão respondidas por médicos que atuam na entidade, de forma didática, orientando com informação, por meio das redes sociais da instituição. anos, e Diogo Silva da Cunha, 25.

(Assessoria HRPT)

Caso com reféns: vizinhos relembram momentos de medo

No bairro onde um casal foi feito refém, moradores estão assustados. A nossa equipe conversou com uma moradora que trouxe detalhes dos momentos de terror.

Após a negociação, Welton Oliveira de Castro se entregou e libertou o casal. Paloma, gravida de sete meses e o marido, ainda se recuperam dos momentos de terror.

Durante o cumprimento de mandados de prisão, o comparsa dele, identificado como Diogo Silva da Cunha, de 25 anos, conseguiu escapar. Moradores disseram que o acusado fugiu de mototáxi e também estava armado.

A polícia segue na investigação e nas buscas por Diogo, que ainda está foragido.

Homem que fez casal refém é suspeito de matar o engenheiro Ruan Conceição

Na manhã desta sexta-feira (16) um casal foi feito refém no Bairro Bela Vista. Foi mais de uma hora de negociação com a Polícia Civil que trabalhou com o apoio da Polícia Militar e Grupo Tático Operacional. O suspeito exigia a presença da imprensa, a equipe da Vale do Xingu foi a primeira a chegar ao local.

Após investigações, a polícia civil foi até o bairro Bela Vista para efetuar a prisão de dois homens, Welton Oliveira de Castro, 24 anos, e Diogo Silva da Cunha, 25. Os dois são suspeitos de cometer homicídios em Altamira.

Elton é suspeito no envolvimento da morte de Ruan Conceição, engenheiro ambiental que foi morto dentro de casa no bairro Brasília, em abril deste ano.

Na troca de tiros com a polícia, Welton acabou com um ferimento no braço. Durante todo o momento, o suspeito estava com a arma apontada para o casal refém. Na negociação, ele exigiu a presença da esposa, conhecida como loirinha. A polícia levou ela até a casa, após os pedidos dela e da polícia civil, ao final houve a rendição e a liberação das vítimas.

A arma foi entregue para o delegado que tirou toda a munição. A vítima, Paloma Raiana da Silva Sousa, está grávida de sete meses. Ela e o esposo, Obadia de Santos Alves, afirmaram que foram momentos de terror.

A polícia levou o suspeito para a Delegacia de Polícia Civil De Altamira. Segundo o delegado, Elton já tem passagens pela polícia por vários crimes é um dos suspeitos de cometer o assassinato de Ruan.

Na casa onde Welton e Diogo moravam foi encontrado várias petecas de crack, além de material que seria utilizado para embalar o entorpecente. A polícia ainda fez buscas no local para tentar encontrar Diogo, mas ele conseguiu fugir.

Ler mais…Homem que fez casal refém é suspeito de matar o engenheiro Ruan Conceição

PF encontra notas falsas em Altamira; uma pessoa foi presa em flagrante

A Polícia Federal em Altamira apreendeu 3.450 em notas falsas que estavam distribuídas em cédulas de R$50 e R$100. A ação aconteceu no Reassentamento Urbano Coletivo – RUC Água Azul e no bairro Premem, nesta quinta e sexta-feira.

Segundo a polícia, as notas falsas vieram da região sudeste do país. Além disso, foram apreendidos três papelotes de cocaína, no qual a pesagem de 1.8g, unida às circunstâncias de armazenamento, apontaram para o consumo do abordado.

Uma pessoa foi presa em flagrante delito e irá responder pelo tipo penal constante no § 1º, do art.289, do CPB.  “289 – Falsificar, fabricando-a ou alterando-a, moeda metálica ou papel-moeda de curso legal no país ou no estrangeiro: § 1º – Nas mesmas penas incorre quem, por conta própria ou alheia, importa ou exporta, adquire, vende, troca, cede, empresta, guarda ou introduz na circulação moeda falsa.”

 

Acidente na rodovia Ernesto Acioli deixa uma pessoa ferida

Um homem sem carteira de motorista e sob efeito de álcool pode ter provocado um grave acidente na Rodovia Ernesto Acioli, na tarde desta quinta-feira (15).

Enquanto a vítima chora e reclama de dor, o homem consola. Os dois são irmãos, e estavam nessa moto, que acabou se envolvendo em um grave acidente na rodovia Ernesto Acioli. Na batida, ela teve uma fratura exposta, ele, algumas escoriações. Meio confuso ele tentou se explicar.

Socorristas do samu fizeram o resgate da vítima, que foi levada para o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT). No teste do bafômetro o motociclista testou 1.01 ml/g de álcool no sangue, acima do permitido pela legislação. Ele foi conduzido até a delegacia. A motocicleta que era emprestada, ficou retida no pátio do Demutran.

Veja a reportagem completa.

 

 

 

 

INSS prorroga interrupção de bloqueio de benefícios

Uma portaria publicada pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) no Diário Oficial da União de hoje (15) prorroga, até o final de novembro, a interrupção do bloqueio, por falta de comprovação de vida de seus beneficiários, dos créditos de benefícios que têm como destino pessoas residentes no Brasil ou no exterior.

Segundo a portaria nº 1.053, de 13 de outubro, a prorrogação da interrupção desses bloqueios vale, a princípio, por mais uma competência (outubro de 2020). Assim sendo, só a partir de dezembro o beneficiário correrá risco de perder o benefício, caso a medida não seja novamente prorrogada ou caso ele não faça a comprovação de vida.

O INSS esclarece que essa interrupção não prejudicará a rotina e as obrigações contratuais estabelecidas entre o instituto e a rede bancária pagadora de benefícios. Com isso, a comprovação de vida junto à rede bancária deve ser feita normalmente.

Ainda segundo a portaria, o encaminhamento das comprovações de vida realizadas pelos residentes no exterior deve ser feito junto a representações diplomáticas ou consulares brasileiras no exterior ou por intermédio do preenchimento do Formulário Específico de Atestado de Vida para comprovação perante o INSS.

Esse formulário precisa ser assinado na presença de um “notário público local e devidamente apostilado pelos órgãos designados em cada país, para os casos de residentes em países signatários da Convenção sobre a Eliminação da Exigência de Legalização de Documentos Públicos Estrangeiros”.

(Agência Brasil)

Área de proteção na Gleba Assurini é ocupada novamente

A porta de entrada para a Gleba Assurini é uma Área de Proteção Permanente (APP), mas, apesar disso, o local foi ocupado e já abriga uma dezena de imóveis.

Por causa da construção da Hidrelétrica Belo Monte, a praia onde atraca a balsa que faz a travessia pelo Xingu, foi desmobilizada, todos os imóveis construídos no porto artificial foram demolidos e os proprietários indenizados.

A ação foi realizada para evitar que a área sofresse com alagamento, que poderiam ser causados com a subida repentina do nível do rio após o barramento, em Belo Monte. Quase cinco anos após a retirada de todos os imóveis do local, a área foi novamente ocupada, gente que comercializa refeições para quem segue viagem.

Pelo menos sete famílias construíram imóveis de madeira no local, a maioria é restaurante, mas que também servem como moradia. Quem está na área sabe que pode ser retirado de lá a qualquer momento, apesar disso, segue investindo dinheiro nessas construções.

Algumas estruturas são tão novas que a madeira sequer foi pintada. Em nota a empresa Norte Energia reforçou que a área é protegida por lei, e considerada de proteção permanente. Sobre as ocupações irregulares, a empresa esclarece que vem tomando as providências para reestabelecer a desocupação da área.

Polícia de Anapu realiza segunda fase da operação “Xeque Mate”

A Polícia Civil De Anapu segue com prisões através da segunda fase da operação “Xeque Mate”. A ação contou com apoio da Polícia Civil do município de Pacajá. Denilson da Silva Santos é o quarto preso nessa operação que continua atrás de outros suspeitos.

A investigação contra o acusado acontece desde setembro, mas só agora a polícia conseguiu cumprir o mandado de prisão temporária contra ele. Denilson chegava no alojamento onde vivia quando foi preso.

Ele é acusado de um assalto no bairro São Luís, em Anapu. A operação já prendeu quatro pessoas envolvidas em roubo e recepção de motocicletas.

Homem faz reféns no bairro Bela Vista, em Altamira; veja como foi

Atualizada às 17h para acréscimo de informações. 

Welton Oliveira de Castro, de 24 anos, manteve um casal refém no bairro Bela Vista, em Altamira. A ação começou na manhã desta sexta-feira (16) e com a chegada da Polícia Militar o acusado, que é procurado por homicidio, fez os moradores de reféns. A mulher está grávida de sete meses.

Ele chegou a trocar tiros com a PM, que permanece no local, e afirmou fazer parte de uma facção. Ele exigiu aos policiais a presença de um defensor público e de um colete à prova de balas. Na negociação ele pediu ainda que sua esposa fosse levada até o local. Identificada como “loirinha” a mulher foi até a casa em que o crime ocorreu, mas a polícia não permitiu sua entrada.

Na troca de tiros ele foi ferido e a polícia pediu que ele se entregasse para ser ouvido e receber atendimento. Depois de horas de negociação ele se entregou e o casal foi liberado.

“Ele dizia que pra mim ficar calmo que ele não iria fazer nada, mas que se a polícia entrasse ele mataria todo mundo”, relatou a vítima a nossa equipe de reportagem que estava no local.

Veja como foi: