Após divulgação, irmãs se reencontram depois de 39 anos

Não demorou muito para nossa equipe receber a localização da dona Emília. Logo após a reportagem ir ao ar, dezenas de mensagens chegaram. Muita gente tentando ajudar as irmãs, Emilia e Maria a se reencontrarem.

Mulher procura pela irmã há 39 anos

Com ajuda da Internet e claro, com o apoio da Equipe da TV Centro Norte da cidade de presidente Dutra, no estado do Maranhão, foi possível um encontro virtual entre as irmãs.

O reencontro emocionante teve muita conversa por vídeo-chamada. Maria achava que Emília estava morta e vice-versa. Mas o desfecho foi muito diferente do que acreditavam. Uma história com final feliz.

Dispensa de alvará para microempreendedor entra em vigor em setembro

A abertura e o funcionamento de pequenos negócios no Brasil serão simplificados a partir de 1º de setembro. Foi publicada hoje (13) no Diário Oficial da União a resolução, aprovada pelo Comitê para Gestão da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas e Negócios (CGSIM), que permite que microempreendedores individuais (MEIs) sejam dispensados de atos públicos de liberação de atividades econômicas relativas à categoria.

Segundo o Ministério da Economia, a norma é reflexo da Lei de Liberdade Econômica, em vigor desde setembro do ano passado, que visa tornar o ambiente de negócios no país mais simples e menos burocrático.

Após inscrição no Portal do Empreendedor, o candidato a MEI manifestará sua concordância com o conteúdo do Termo de Ciência e Responsabilidade com Efeito de Dispensa de Alvará de Licença de Funcionamento. O documento será emitido eletronicamente e permite o exercício imediato de suas atividades.

As fiscalizações para verificação dos requisitos de dispensa continuarão a ser realizadas, mas o empreendedor não necessitará aguardar a visita dos agentes públicos para abrir a empresa.

Registro e Legalização de PJ

O comitê também aprovou medida relativa à dispensa da pesquisa prévia de viabilidade locacional quando a atividade realizada pelo empreendedor for exclusivamente digital. Além disso, a dispensa também valerá para os casos em que o município não responder a consulta de viabilidade de forma automática e quando não for realizada no sistema das juntas comerciais.

O colegiado decidiu também pela dispensa da pesquisa prévia de nome para os empresários que optem pela utilização, apenas, do número do Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) como nome empresarial. A norma pretende eliminar a possibilidade de coincidência de nome no registro empresarial.

Além disso, a medida possibilita uma coleta única de dados nas juntas comerciais, propiciando ao empreendedor agilidade e simplicidade para abertura de empresas em um único portal e de forma totalmente digital.

Subcomitês nos estados

Outra resolução aprovada pelo CGSIM regulamenta a criação de subcomitês estaduais para estimular e desenvolver ações voltadas à simplificação e desburocratização do registro e legalização de empresários e pessoas jurídicas. A coordenação dos trabalhos caberá ao presidente da Junta Comercial do estado ou do Distrito Federal.

Bombeiros

O comitê também aprovou resolução que institui a classificação nacional de “médio risco” para os corpos de Bombeiros. A medida possibilitará que a empresa, mediante autodeclaração de que cumpre os requisitos exigidos para prevenção de incêndio, pânico e emergências, possa funcionar sem a necessidade de vistoria prévia.

A nova classificação de médio risco amplia o conceito de estabelecimentos com área construída de até 750 (metros quadrados) m² para até 930 m². Para o Ministério da Economia, a mudança deve impactar na redução no tempo de abertura de empresas e está alinhada com os parâmetros adotados pelo ranking do relatório Doing Business do Banco Mundial. Esse relatório traz análises quantitativas de leis e regulações que dificultam ou facilitam as atividades de empresas nas economias.

(Economia Uol)

Sucuri encontrada no 51º Bis é devolvida à natureza; veja imagens

Militares do exército encontram uma cobra sucuri em uma área usada para treinamento durante na última segunda-feira (10), com pelo menos 5,5 metros de cumprimento.

Foram precisos seis militares para carregar o animal. A cobra foi levada para a base do batalhão onde foi verificado o estado de saúde.

O animal encontrado iria fazer parte de um dos estágios de adaptação de vida na selva, executado dentro do batalhão do exército, porém por não haver condições adequadas para alojar a serpente, o animal foi solto em seu habitat natural.

Apesar de ser localizada em uma área de mata, o 51º  BIS informou que não é comum encontrar animais desse tamanho no local.

Bolsonaro inaugura espaço de lazer e turismo em visita a Belém

O presidente da República, Jair Bolsonaro, participou nesta quinta-feira (13) em Belém, no Pará, da inauguração da primeira etapa das obras do Porto Futuro, um espaço de lazer e turismo na região central da capital paraense.

Logo após a chegada a Belém, na manhã desta quinta, Bolsonaro passeou por entre apoiadores, que se aglomeraram na região central da cidade. Um outro grupo protestou contra o presidente.

Bolsonaro participou da inauguração ao lado do governador do Pará, Helder Barbalho, e do prefeito da capital, Zenaldo Coutinho. Em seu discurso, o presidente citou as ações feitas pelo governo federal para o combate à pandemia de covid-19 em relação ao Pará.

“Destinamos só para o Estado do Pará para ações de combate à covid-19 R$ 2 bilhões. É um dos Estados, proporcionalmente, mais atendidos no combate ao vírus”, disse. Ele citou ainda o envio de mais de 2 milhões de máscaras, 400 mil kits para testes e mais de 400 respiradores.

O presidente lembrou ações já feitas pelo governo pensando também no aspecto econômico do combate à pandemia: a rolagem de dívidas, o adiantamento de recursos e a compensação de perdas de ICMS e de ISS para estados e municípios. “Combatemos o desemprego lá atrás. Obras são importantes, sabemos. A vida não tem preço, mas o desemprego leva a depressão e leva à doença e morte.”

Porto Futuro

O Porto Futuro abrange a área portuária de Belém e foi planejado pelo governador Helder Barbalho quando ele chefiou o Ministro da Integração Nacional, em 2016. O projeto foi orçado em R$ 34,5 milhões.

A obra foi começada em 2018, na gestão Michel Temer. Em seu discurso, Barbalho fez menção especial ao ex-presidente na inauguração deste quinta.

Quando concluído, o complexo terá restaurantes e áreas para realização de eventos, pistas de corrida e ciclismo, banheiros, playground, wi-fi grátis e um lago.

Foragido de Uruará é preso em Medicilândia

Jeferson Oliveira de Almeida, 20 anos, era considerado foragido da justiça de Uruará desde o dia 6 de março de 2019. Ele foi encontrado pela Polícia Militar em Medicilândia, na tarde desta quarta-feira (12).

A PM foi acionada através da central e informada que Jefinho, como é conhecido, estava alojado em um dormitório na cidade. Quando os policiais chegaram ao local, Jeferson ainda tentou se esconder em um dos banheiros da hospedagem, mas foi detido.

O homem é acusado de cometer roubos na cidade de Uruará. Após a prisão foi apresentado na delegacia de polícia civil de Medicilândia.

Confira a reportagem completa.

Mulher procura pela irmã há 39 anos

Uma história comovente de duas irmãs. Uma esta aqui em Altamira e a outra no estado do Maranhão e há 39 anos elas não se veem, mas um vídeo compartilhado nas redes sociais pode ajudar a mudar o final dessa história.

Confira a reportagem completa.

Incêndio assusta moradores em Pacajá

Um incêndio descontrolado causou pânico em Pacajá, na tarde desta quarta-feira (12).

De acordo com o diretor de obras do município de Pacajá, o incêndio começou em uma área de mata por volta das 14 h e logo se espalhou. Sem controle as chamas se intensificaram e por pouco não atingiram o bairro Alto Bonito.

Por causa da intensidade das chamas a cidade ficou encoberta por uma nuvem de fumaça deixando os moradores apreensivos.

Sem saber o que havia acontecido, muita gente foi pra rua. Quem se arriscou chegou a passar mal.

Confira a reportagem completa.

a

Governo entrega equipamentos agrícolas para 11 municípios

Governo do Estado entregou veículos agrícolas para 11 municípios, nesta terça-feira (11), em evento no Palácio dos Despachos, em Belém. A entrega contou com a presença do governador Helder Barbalho, do secretário de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hugo Suenaga, além de representantes municipais. O investimento para a aquisição dos veículos foi de R$ 22 milhões.

Na oportunidade, o governador Helder Barbalho ressaltou que, ao longo do ano, um total de 60 municípios serão contemplados. “A agricultura é uma das principais vocações de nosso Estado, gera renda, emprego e fortalece a nossa economia. Particularmente, estes equipamentos irão fortalecer as vocações e a produção de cada município. O conjunto de investimentos é de R$ 22 milhões e vai permitir que 60 municípios sejam contemplados com diversos equipamentos”.

Já o secretário de Estado de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca, Hugo Suenaga, detalhou que os recursos são do Poder Executivo Estadual e de emenda parlamentar das bancadas Estadual e Federal.

“Quero agradecer aos nossos deputados estaduais e federais, que cada vez mais ajudam a desenvolver a agricultura e agropecuária do nosso Estado. É de suma importância o apoio aos produtores através de equipamentos”, disse Suenaga.

A prefeita de Primavera, Renata Sousa, na região nordeste paraense, explicou que os equipamentos serão importantes para fortalecer a agricultura familiar e dar mais competitividade aos produtores, principalmente durante os desafios impostos pela pandemia do coronavírus.

“Estou muito feliz em receber esse trator com implementos que irão auxiliar a agricultura familiar de nosso Estado”, destacou a gestora municipal.

Prefeita de Moju, Nilma Lima ressaltou a importância socioeconômica dos equipamentos. “Esse investimento fortalece a agricultura familiar em nosso município. Esses equipamentos irão auxiliar na geração de empregos e renda. Quem ganha é a agricultura familiar e o município de Moju”.

(Agência Pará)

a

Aumenta número de acidentes entre veículos automotores e postes na região do Xingu

O número de acidentes de trânsito com quebra de postes de energia, conhecidos como abalroamento, tem sido preocupante. Em 2019, foram registrados 35 casos na região Xingu. Este ano, até o mês de julho, um levantamento feito pela Equatorial Energia Pará registrou 113 acidentes. Os três municípios com maiores registros são Altamira, Vitória do Xingu e Pacajá.

A situação, que além de colocar em risco a vida de motoristas e passageiros, também causa danos à rede de distribuição e à população, porque muitas vezes ocorre interrupção de energia elétrica.

Três fatores contribuem para os abalroamentos: excesso de velocidade, motoristas dirigindo sob efeito de álcool e, ainda utilizando o celular.

Para o executivo de manutenção da Equatorial Pará, Mariocahy Paiva, esse tipo de situação gera transtornos à população e desperdícios de investimento. “Os recursos utilizados para repor os postes e seus componentes, poderiam estar sendo empregados na ampliação das ações de melhoria da qualidade de energia fornecida para os clientes”, afirma.

Quando há quebra de poste e rompimento de fiação, o custo mínimo de material e serviço é superior a R$ 3 mil.

Para evitar maiores transtornos a Equatorial Energia Pará desenvolve ações educativas onde reforça o alerta aos motoristas.

ORIENTAÇÃO – É importante lembrar que, as pessoas não se aproximem de fios e cabos partidos ou caídos e que não toquem em pessoas ou objetos que estejam em contato com a rede elétrica.

Em caso de ocorrências dessa natureza, a distribuidora orienta que a população entre em contato pela Central de Atendimento 0800 091 0196, disponível 24 horas por dia. Além disso, disponibiliza os serviços por meio do site www.equatorialenergia.com.br e ainda pelo WhatsApp disponível no número (91) 3217-8200.

(Assessoria)