Homem e mulher morrem em acidente em Altamira; câmera flagra colisão

Um casal sofreu um grave acidente na noite desta quarta-feira (8) em Altamira, eles não resistiram e morreram no local. Até o momento as identidades não foram confirmadas pela polícia.

Eles estavam em uma motocicleta e trafegavam pela rua Perimetral.  No cruzando com a rua Acesso Dois, no semáforo, o casal teria ultrapassado o sinal vermelho colidindo com uma camionete.

“Eles passaram no vermelho. O sinal estava aberto para quem ia para a acesso dois, eles estavam indo pela Perimetral e passaram direto”, explicou o agente do Departamento Municipal de Trânsito – Demutran.

 

Mulher recebe doações após o apelo comovente da filha de 9 anos

A vale do Xingu mostrou a história da dona Irene, após a Camila, sua filha de 9 anos, mandar um vídeo comovente pedindo que ajudássemos a mãe, que há dias está em uma cama com dores renais. A atitude da pequena comoveu milhares de pessoas que fizeram questão de ajudar.

A pequena contou que está muito feliz. “Vieram muitas pessoas, obrigada”, agradeceu.

Na mesa, diversos alimentos doados após a divulgação da reportagem. Assim que o material foi postado nas redes sociais, teve ampla repercussão e em poucas horas, atingiu a marca de milhares de visualizações.  A corrente do bem, estava formada.

Irene também conseguiu a consulta com o médico especialista em nefrologia. Além do acompanhamento do seu quadro de saúde, com uma assistente social. A mãe da pequena Camila conta, que agora, vai precisar fazer novas consultas e exames.

Com tanta mobilização, um grupo de professores da escola onde Camila estuda, também se uniu para contribuir e ajudar a família a arrecadar as doações que iam surgindo após contarmos a história.

Doações que agora trazem tranquilidade para dona Irene, que segue na esperança de recuperar a saúde e poder cuidar de sua filha.

Mulher recebe doações após o apelo comovente da filha de 9 anos

Nós mostramos a história da dona Irene, após a Camila, sua filha de 9 anos, mandar um vídeo comovente pedindo que ajudássemos a mãe, que há dias está em uma cama com dores renais. A atitude da pequena comoveu milhares de pessoas que fizeram questão de ajudar. A apresentadora Raiany Brito não conseguiu conter as lágrimas, e fez um emocionante desabafo. Confira: ⬇️

Posted by SBT Altamira – TV Vale Do Xingu on Wednesday, July 8, 2020

 

 

 

 

Mulher tem moto furtada e usa redes sociais para tentar encontrar veículo

Uma moto foi levada do centro da cidade em plena luz do dia. Para tentar recuperar a moto, a proprietária pede ajuda nas redes sociais.

De acordo com ela, o veículo estava estacionado na rua Madre Teresa de Calcutá, perto da secretaria de educação. A dona da moto conta que o marido deixou o veículo por alguns segundos, e quando voltou, a moto não estava mais no local.

Um boletim de ocorrências já foi feito, e as imagens da moto foram disponibilizadas nas redes sociais. Com as imagens, e a placa sendo compartilhada nas redes sociais, espera-se que alguma testemunha possa ajudar a encontrar o veículo. O casal também conseguiu imagens do circuito de vigilância, que mostra os dois homens que levam o veículo.

Ozório Juvenil é o novo presidente da Comissão de Fiscalização da Covid-19

O deputado estadual  Ozório Juvenil assumiu a presidência da Comissão  de Acompanhamento da Situação  Fiscal e a Execução  Financeira  e Orçamentária  das Medidas  Relacionadas à Pandemia do novo Coronavírus – Covid-19.  Em reunião presencial na Assembleia Legislativa do Pará, no último dia 30, o parlamentar foi eleito entre os pares para conduzir  os trabalhos da Comissão durante a pandemia.

“Vou  me dedicar a conhecer melhor os trabalhos desenvolvidos pela  Comissão e depois, junto com os demais membros, vamos definir o direcionamento. Também pretendo agendar uma reunião com o novo secretário de saúde para obter mais informações das ações investidas pelo Governo no combate à Covid no Pará”, declarou Ozório Juvenil.

Instalada em abril deste ano, a Comissão é um instrumento de trabalho do Parlamento Paraense para acompanhar e fiscalizar as ações desenvolvidas pelo Poder Executivo e investimentos financeiros aplicados na execução de medidas preventivas e de proteção social para combater  o avanço da pandemia no Pará.

Atuação

Desde que foi criada, a Comissão Parlamentar de Covid-19 realizou seis reuniões,  algumas com a participação dos principais representantes do Governo do Estado, dentre eles, o  secretário da Fazenda, René Souza; a secretária de Estado de Planejamento e Administração, Hanna  Ghassan e o ex- secretário de Saúde, Dr Beltrame, entre outros.

(Assessoria Alepa)

 

 

Pesquisa sobre perfil da Covid-19 será aplicada também em Altamira

Com o objetivo de fazer um levantamento de informações sobre a infecção pelo novo coronavírus, a Universidade do Estado do Pará (Uepa) iniciou uma pesquisa epidemiológica que envolve a população da Região Metropolitana de Belém e Ananindeua, além de oito regiões de regulação. Ao todo, o estudo alcança 52 municípios, das zonas rural e urbana do Estado. Ao todo, 27  mil testes serão aplicados no Pará. A ação é dividida em três fases, sendo 9 mil exames feitos em cada delas.

“Para podermos pensar em políticas de combate e controle à Covid-19, de forma mais eficiente, se faz necessário conhecer como esse vírus se propagou e sobre a sua prevalência, ou seja, como está atualmente no Pará, por isso essa pesquisa é tão importante para o nosso Estado”, afirma o vice-reitor da Uepa e coordenador da pesquisa, Clay Chagas.

Com início em 30 de junho, a pesquisa epidemiológica funciona como ação de saúde, educacional e pedagógica para os discentes. “Percebemos nessa primeira semana que a pesquisa, além de produzir e aplicar questionários e testagens, se tornou também educativa. A população tem muitas dúvidas e os nossos pesquisadores também fazem orientações, especialmente, sobre as formas de prevenção da doença”, informa o coordenador da ação.

A pesquisa é uma iniciativa do governo do Pará, por meio da Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa) em parceria com a Uepa. Participam da ação 208 estudantes da área da saúde, vinculados ao curso de Enfermagem da instituição.

“O questionário, que é um dos métodos utilizados na pesquisa, aborda três grandes áreas: faixa etária, condições socioeconômicas e de que forma a população está cumprindo as medidas preventivas, como o uso de máscara e o isolamento social. Essas informações nos darão um panorama geral do Estado”, ressalta Clay Chagas.

RMB – Os principais bairros de Belém e Ananindeua já tiveram suas pesquisas encerradas. Na segunda-feira (6), os estudantes da Uepa já iniciaram a pesquisa de campo em Abaetetuba, Castanhal, Paragominas, Conceição do Araguaia, Santa Maria das Barreiras e Tucuruí.

Na capital paraense, a pesquisa foi realizada nos seguintes bairros: Batista Campos, Cidade Velha, Marco, Nazaré, Umarizal, Cabanagem, Mangueirão, Parque Verde, Pratinha, Tapanã, Castanheira, Marambaia, Souza, Val de Cans, Canudos, Condor, Cremação, Guamá, Terra Firme, Jurunas, Agulha, Campina, Maracacuera, Parque Guajará, Ponta Grossa, Tenoné, Carananduba (Mosqueiro), Outeiro, Barreiro, Fátima, Maracangalha, Pedreira, Sacramenta e Telégrafo.

“Essa pesquisa vai proporcionar ao Estado produções de conhecimento sobre a pandemia no Pará, que se tornam subsídios para trabalhos científicos das diversas naturezas” – Clay Chagas, vice-reitor da Uepa e coordenador da pesquisa.

Em Ananindeua, os bairros do Distrito Industrial, Cidade Nova, Maguari, Águas Brancas, Águas Lindas, Guanabara, Coqueiro, Paar, 40 Horas, Icuí-Guajará, Jiboia Branca e Centro também foram contemplados.

Regiões de regulação e cidades contempladas com a pesquisa epidemiológica

Região Araguaia: São Félix do Xingu, Redenção, Santana do Araguaia, Conceição do Araguaia, Xinguara, Ourilândia do Norte e Santa Maria das Barreiras.

Baixo Amazonas: Santarém, Oriximiná, Monte Alegre, Almeirim e Terra Santa.

Carajás: Marabá, Parauapebas, Tucuruí, Tailândia, Novo Repartimento, Dom Eliseu, Eldorado dos Carajás e São Geraldo do Araguaia.

Marajó Ocidental: Breves, Portal, Curralinho e Gurupá.

Nordeste: Castanhal, Bragança, Paragominas, Capanema, Ipixuna do Pará, Viseu, Ulianópolis, São Domingos do Capim, Tracuateua, Ourém e Quatipuru.

Baixo Tocantins, Marajó Oriental e Região Metropolitana de Belém: Belém, Ananindeua, Abaetetuba, Cametá, Igarapé Miri, Vigia, Muaná, Oeiras do Pará e Soure.

Tapajós: Itaituba, Rurópolis, Novo Progresso e Trairão

Xingu: Altamira, Pacajá, Uruará e Medicilândia.

Como manter a saúde em tempos de confinamento?

Não é de hoje que os profissionais da saúde falam da importância da Vitamina D para o corpo humano. Ela possui uma grande quantidade de benefícios essenciais para saúde geral, além de ser uma ótima aliada no tratamento da depressão e doenças relacionadas.

A luz solar é essencial para uma qualidade de vida. Mas como fazer durante o isolamento social exigido em época de pandemia do Novo Coronavírus?

Confira a reportagem completa.

 

Prefeito, servidores e empresário responderão criminalmente por fraude

A Seção de Direito Penal do Tribunal de Justiça recebeu, na última quinta-feira (2), ação penal proposta pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA) na qual foram denunciados o prefeito municipal de Canaã de Carajás, Jeová Gonçalves de Andrade; a ex-secretária municipal de educação, Jacqueline Moura; a servidora da prefeitura, Claudenice Bonfim de Macedo; e o proprietário da empresa Pontual Distribuidora Eirelli EPP, Sirley de Paula, pelos crimes de falsidade ideológica, crime de responsabilidade e crimes contra a lei de licitações.

A ação penal foi assinada pelo procurador-geral de Justiça, Gilberto Martins e pela promotora de Justiça Adriana Ferreira.

Quando o prefeito Jeová Andrade assumiu seu primeiro mandato, em 2013, ele editou o Decreto 644/2013 determinando a rescisão de todos os contratos administrativos firmados junto ao Município de Canaã dos Carajás com final de vigência em dezembro de 2012. Porém, um desses contratos era para o fornecimento de carteiras escolares que só venceria em fevereiro daquele ano, dois meses após o pedido de rescisão feito pelo prefeito. De acordo com as investigações, o objetivo da Prefeitura era contratar a Pontual Distribuidora Eirelli EPP para prestar o serviço por meio de um contrato sem licitação no valor de R$ 240 mil reais.

Com base em delegação do procurador-geral, Gilberto Martins, para apurar os fatos, foi instaurado pelo Núcleo de Combate à Improbidade Administrativa e Corrupção (NCIC), procedimento de investigação criminal no qual se iniciaram apurações sobre as condutas imputadas ao prefeito, servidores e o empresário.

A equipe do Núcleo de Combate à Improbidade analisou e confrontou documentos com a base de dados dos Tribunais de Contas confirmando a materialização de um procedimento licitatório fraudulento entre a Prefeitura de Canaã e a empresa Pontual Distribuidora Eirelli EPP, cuja finalidade era burlar as disposições da Lei de Licitações (Lei 8.666/93). O prefeito Jeová foi notificado para prestar esclarecimentos preliminares mas, por meio da Procuradoria do Município, negou a existência do contrato alegando extravio de todos os contratos administrativos.

Sem passar pelo processo licitatório, o procedimento usado para realizar a contratação da empresa foi um procedimento mais simples, o qual estava cheio de falhas. O que chamou a atenção do Ministério Público é que todos os atos do procedimento ocorreram num único dia, mesmo passando por diversos setores, isso sem mencionar que a empresa contratada fica localizada em outro Estado. Paralelo a isso, a prefeitura juntou ao processo do certame um relatório para justificar a situação emergencial da contratação, só que o mesmo foi assinado após a empresa Pontual Distribuidora Eirelli EPP já ter sido contratada.

Também não houve um Termo de Referência apontando as características detalhadas do objeto contratado, nem estimativa preliminar para nortear a escolha do menor preço ou mesmo qualquer indicação para quais escolas seriam destinados os mobiliários escolares. Há também indícios de superfaturamento, entre várias outras irregularidades apontadas na ação criminal.

As investigações do Ministério Público concluíram que o processo administrativo de dispensa de licitação 034/2013 da Prefeitura de Canaã dos Carajás foi forjado iniciando com fundamento no Decreto do prefeito Jeová de Andrade, conduzido pela ex-secretária de educação, Jacqueline Moura e pela presidente da Comissão de Licitação, Cleudenice Bomfim de Macedo com a finalidade de contratar a empresa Pontual Distribuidora Eirelli EPP, cujo proprietário é o empresário Sirley de Paula, maculando o princípio da competitividade da licitação.

(MPPA)