Altamirense percorreu mais de 4 mil km para ver o Flamengo ser campeão

Ver o time do coração disputar uma partida parece simples, mas se tratando de Flamengo, Libertadores da América 2019, e um jogo que mudou de Santiago no Chile, pra Lima no Peru, o nível de dificuldade começa a subir. Agora você soma 4.377km para percorrer, uma grana para desembolsar, e desencontros para troca de passagem, parece muito difícil? Mas nada disso impediu o Altamirense Cleberton Santos Mendes, de ver o mengão ganhar o título.

“Eu tinha passagem ida e volta comprada pra Santiago, e ia sair de Belém, então ia de Altamira pra lá de carro, na ida e na volta de ônibus. Mas aí mudou a cidade e foi uma loucura, fiquei várias noites sem dormir. O que gastei de Guarulhos pra Lima eu gastei a mesma coisa pra sair de Altamira. Cheguei em Guarulhos e tive que dormir um dia pra embarcar no outro”, conta o torcedor.

No sábado milhares de pessoas viram o Flamengo bater o River Plate, da Argentina, e se consagrar campeão. Esse foi segundo título da equipe rubro-negra em sua história. Gabriel Barbosa, o Gabigol, fez dois gols nos últimos cinco minutos de partida e garantiu a virada épica para o Flamengo.

“Foi incrível. Sensacional. A gente perdendo o jogo e a torcida acreditando, a torcida levantou toda, subiu o som. Eu me arrepiei todo, o coração acelerou. Foi a primeira vez que vi um jogo do flamengo no estádio. Eu senti a torcida pulsar mesmo, e depois do primeiro gol sentia que podia empatar. Quando saiu o segundo gol estávamos cantando alto”, relembra o servidor público.

Cleberton conta que ama viajar, e se programa para fazer pelo menos uma viagem longa por ano. “Uns colecionam coisas de marca, eu coleciono carimbo no passaporte”, revela o viajante, como se auto declara. E quem acha que é preciso ter muito dinheiro para realizar aventuras como essa ele dá a dica, “tem que ter as finanças pessoais organizadas, e programar. Nesse caso, por exemplo, ficou quase tudo parcelado por seis meses”.

E os planos em unir a paixão por viagem com o esporte não param por aí, ele que também esteve nas olimpíadas 2016, conta que irá para copa do mundo no Catar e que sonha em ainda ver a Champions League, na Europa.

Altamira e o difícil acesso

Entre as dificuldades que enfrentou, sair de Altamira, pagando um preço justo, foi uma delas. Cleberton conta que quando houve o anúncio da mudança da cidade (o Chile passava por intensas ondas de protesto), tudo ficou ainda mais difícil. “Eu comprei a passagem pra Santiago, ida e volta, e estava tudo amarrado, quando mudou fiquei quatro madrugadas tentando ajustar e procurando um preço justo”, diz.

No total ele conta que a viagem custou cerca de R$ 6 mil. Só no trecho Altamira – Guarulhos foram R$ 2 mil. “Na minha ida pra São Paulo eu ainda tive que descer em Viracopos e pegar um transfer até Guarulhos”.

Sobre as viagens Cleberton afirma, “isso e o mínimo do mínimo, pra ser feliz”. Concursado, ele continua estudando em busca de melhores oportunidades, e claro, novas e melhores viagens. “Sempre levo pouca coisa na mala e encho de experiências”.

Nas redes sociais ele compartilhou vários momentos, do jogo e das comemorações. “No minuto 35 a torcida começou a cantar mais alto do que nunca e tremeu o estádio. Após o gol do empate comecei a filmar a torcida cantando “Em Dezembro de 81″ quando de repente, o gol. Nunca vou superar esse vídeo e nem esse momento único”.

Questionado se valeu a pena, ele rapidamente responde, “eu faria tudo novamente. Vale cada centavo, valeria até muito mais do que paguei. Emoção única e sem valor material a que senti”.

(Mayara Freire)

Eternizado…😭🖤❤️🇧🇷🇵🇪No minuto 35 a torcida começou a cantar mais alto do que nunca e tremeu o estádio…Após o gol do empate comecei a filmar a torcida cantando "Em Dezembro de 81" quando derepente…Nunca vou superar esse vídeo e nem esse momento único 🖤❤️😭🙅🏿‍♂️🇧🇷🇵🇪#campeaolibertadores2019 #lima2019 #jogamosjuntos🔴⚫ #lagloriaeterna⚽ #copalibertadoresdaamerica

Posted by Cléberton Mendes on Sunday, November 24, 2019
Em suas redes socias ele compartilhou vários momentos do jogo e das comemorações.

Executivo, Legislativo e sindicatos discutem legislação previdenciária

Em reunião na segunda-feira (18) passada com membros de sindicatos que representam o funcionalismo público e deputados estaduais, o governador Helder Barbalho apresentou um pacote de alterações na legislação previdenciária que devem ser analisadas e votadas pela Assembleia Legislativa do Pará (Alepa) nas próximas semanas. O objetivo é manter a capacidade mínima de investimentos no Estado, considerando a relação entre as mudanças propostas e a curva ascendente da arrecadação, diminuindo o déficit anual em cerca de R$ 400 milhões.

O chefe do Executivo estadual confirmou compromissos que devem ser cumpridos ao longo do mandato, como a totalidade da aplicação do percentual de reajuste dos servidores da Educação, e reforçou as metas de cumprimento de equilíbrio fiscal.

“Precisamos ter como investir, para garantir maior presença do Estado, junto com uma política motivacional para nossos colaboradores”, justificou Helder Barbalho aos sindicalistas, lembrando que, em paralelo, segue liderando discussões com o Governo Federal sobre a suspensão da Lei Kandir, e que a própria Alepa já aprovou a criação de um fundo para taxação de commodities não renováveis.

Antecipação

Aos parlamentares, o governador explicou que ao antecipar discussões que, obrigatoriamente, precisarão ser feitas no segundo semestre de 2020, quer evitar um debate tão importante em meio ao processo eleitoral (eleições municipais) que estará ocorrendo nesta época no próximo ano.

(Agência Pará)

Assista ao vídeo

6ª edição do projeto “coisa de preto” reúne estudantes em Altamira

A escola municipal Octacílio Lino possui mais de 700 alunos. O professor Everaldo Oliveira decidiu criar um evento para mostrar a diversidade racial e para, de uma forma didática, aprender sobre a cultura afro através do projeto “coisa de preto”.

Pais, responsáveis, alunos e professores participaram da 6ª edição. A quadra da escola recebeu os visitantes. A aluna Marina Benedita Dantas, do 9º ano, foi a escolhida para ser miss do evento, com pinturas corporais ela dançou mostrando mais sobre a cultura negra.

O professor idealizador do projeto afirma que após as abordagens sobre o tema, de forma didática, não houve casos graves de racismo. O diretor ficou satisfeito com o resultado do evento.

Assista ao vídeo

Prefeito de Vitória do Xingu sofre acidente na entrada de Altamira

O Prefeito de Vitória do Xingu, José Caetano, sofreu um acidente na rodovia, na entrada em Altamira, na última sexta-feira (23). Segundo a assessoria de imprensa, ele não se feriu.

Em nota, eles explicaram que prefeito conduzia o veículo na rodovia Ernesto Acioli, quando foi surpreendido por um motociclista que conduzia a moto na contramão. Para não colidir com a moto, Caetano saiu da pista e acabou indo parar em uma área de mata. Apesar do susto, o prefeito saiu ileso, e o motociclista não foi atingido.

Suas pessoas estavam no veículo, e houve apenas danos materiais. O prefeito manteve a agenda de compromissos.

Bolsonaro deve vir a Altamira para inauguração da UHE Belo Monte

O presidente Jair Bolsonaro deve desembarcar em Altamira, esta semana, para a inauguração oficial da Usina Hidrelétrica Belo Monte. A expectativa é que ele chegue na quarta-feira.

Na semana passada, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) autorizou a entrada em operação comercial da 18ª turbina de Belo Monte. Com o funcionamento da turbina, a usina, localizada no Rio Xingu (PA), passa a ter capacidade instalada de 11.233,1 MW e quantidade média de geração de energia de 4.571 MW.

Em julho,durante a solenidade que anunciou o funcionamento da 14ª Unidade Geradora (UG), o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque anunciou a vinda do presidente Jair Bolsonaro à região do Xingu. “O presidente Jair Bolsonaro reconhece a contribuição do empreendimento para o Brasil e já sinalizou sua presença, aqui em Vitória do Xingu, em novembro deste ano, no acionamento da última turbina”, declarou Albuquerque.

Com a promessa da ida até o município de Vitória, Bolsonaro deve passar também por Altamira. A conclusão A décima-oitava e última turbina será o marco do fim da obra.

(Mayara Freire)

Assista ao vídeo

Entenda como são calculadas as parcelas do 13º salário

As empresas têm até dia 30 para pagar aos seus funcionários a primeira parcela do 13º salário. A segunda parcela precisa ser paga até o dia 20 de dezembro.

Até o final do ano, cerca de R$ 214 bilhões devem ser injetados na economia com 13º, segundo o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos). Os valores devem ser pagos a 81 milhões de brasileiros, que, em média, receberão R$ 2.451 de gratificação.

Na primeira parcela não há descontos, o trabalhador irá receber exatamente 50% do seu salário, caso esteja na empresa ao menos desde janeiro. Já sobre a segunda parcela haverá os descontos do INSS e do Imposto de Renda.

Para calcular o valor da última parcela, o trabalhador deve, primeiro, encontrar a parte devida à Previdência Social (você pode calcular aqui). O desconto do INSS varia de 8% a 11% sobre o salário, até o máximo de R$ 1.167,89, de acordo com a faixa de renda.

Ao fazer o desconto do INSS, o trabalhador encontrará o valor a ser usado como base de cálculo para o Imposto de Renda. As alíquotas do IR, disponíveis no site da Receita Federal –junto do valor da parcela a deduzir–, variam de 7,5% a 27,5%, dependendo da faixa salarial do trabalhador. Neste ano, quem ganha até R$ 1.903,98 está isento. Com a alíquota do IR em mãos, o trabalhador deve aplicá-la na base de cálculo para o Imposto de Renda encontrada anteriormente e, na sequência, descontar do valor encontrado a parcela a deduzir.

Finalmente, para chegar ao montante da 2ª parcela do 13º, basta descontar do salário bruto a primeira parcela recebida do 13º, o INSS e o IR encontrados. Para quem tem dependentes, existe um passo adicional: da base de cálculo para o IR, subtraia R$ 189,59 por dependente.

Quem foi contratado ao longo do ano também terá direito à gratificação, mas ela será proporcional ao período trabalhado. Para chegar ao valor da primeira parcela, o trabalhador deve dividir seu salário bruto por 12 e, depois, multiplicar o resultado encontrado pelo número de meses em que trabalhou até outubro (veja exemplo ao lado).

Para encontrar a segunda parcela, será preciso fazer uma conta semelhante. Após dividir o salário por 12, multiplique o resultado pelo número de meses trabalhados até dezembro. Do valor encontrado, subtraia a 1ª parcela e chegará ao valor da 2ª parcela, que terá, ainda, os descontos do INSS e do IR.

Aposentados e Pensionistas

Aposentados e pensionistas do INSS começam a receber a segunda parcela do 13º nesta segunda (25), junto com o pagamento do benefício de novembro. O calendário segue o número final do cartão de benefício, começando pelo número 1 e por quem recebe o salário mínimo.

Na terça (26) é a vez dos cartões de final 2 e que também recebem o mínimo, e assim por diante. Para quem ganha mais que o mínimo, os pagamentos começam no dia 2 de dezembro.

(DOL)

Primos foram assassinados na Gleba Assurini

Maria do Socorro Amorim Alves e Márcio Moura de Freitas, foram brutalmente assassinados com um facão na tarde da última sexta-feira(22). Segundo informações, a mulher teria se desentendido com o esposo dias antes do crime. Os documentos da vítima foram levados pelo criminoso.

O crime foi registrado pela Delegacia de Polícia Civil de Altamira. Segundo informações, o duplo homicídio aconteceu no travessão Trairinha, que fica próximo ao município de Senador José Porfírio. A Polícia Civil foi até o local para investigar o caso, juntamente com os peritos do Centro de Perícias Renato Chaves. Os corpos foram levados para Altamira na noite de sábado.

Maria e Márcio eram primos, o caso será encaminhado para a delegacia de Senador José Porfírio, onde seguem as investigações.

Assista ao vídeo

Homem é assassinado no São Domingos

Um homem, conhecido como André, foi atingido por seis tiros no bairro São Domingos. O crime foi por volta das 19h de sábado (23). Ainda não se sabe como foi a abordagem dos criminosos.

Uma foto foi compartilhada nas redes sociais de um homem caído na calçada, que seria a vítima. O Samu foi acionado por populares e a vítima foi levada ainda com vida do bairro, ele foi encaminhado a Unidade de Pronto Atendimento – UPA . Devido ao grave estado de saúde da vítima, ele foi levado de imediato para o Hospital Regional Público da Transamazônica, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Segundo informações de testemunhas, André já praticou roubos em residências do bairro Santa Benedita e já tinha passagem pela polícia.

Bicampeão brasileiro de surfe morre durante prova no RJ

Morreu na tarde deste domingo, aos 40 anos, o surfista e bicampeão brasileiro Leo Neves. Ele disputava uma prova na praia de Itaúna, em Saquarema, na Região dos Lagos do Rio de Janeiro

A informação foi confirmada pelo Corpo de Bombeiros na cidade. De acordo com informações preliminares, ele sofreu um mal súbito na água, por volta de meio-dia. Ele morreu antes de chegar a um hospital, no distrito de Bacaxá, meia hora depois.

Amigo de Leo há mais de trinta anos, o coordenador do WSL, Márcio Monteiro, lamentou a morte do surfista.

“É uma perda enorme! O cara era muito especial dentro do esporte, era um ídolo local em Saquarema. Ele treinava atletas de graça, ensinando a surfar, dava toda a atenção. Agora não temos mais ele”, lamentou.

O corpo será encaminhado para o IML de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Rio. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

Leo Neves, além de ter sido duas vezes campeão brasileiro, disputou, por duas vezes, o circuito mundial de surfe. Ele começou a surfar com 6 anos e a competir, como amador, aos dez.

A morte do surfista gerou tristeza e comoção nas redes sociais.

Gugu teve fratura na têmpora e hemorragia se espalhou para o cérebro; entenda

Gugu morreu devido a uma fratura do lado direito da cabeça, que causou uma hemorragia que se espalhou para o cérebro. A fratura foi ocasionada por uma queda de quatro metros dentro de casa na quarta-feira (20).

O Fantástico explicou o acidente e falou com um neurocirurgião. Gugu tinha chegado na quarta-feira à sua casa num condomínio em Windermere, muito próximo a Orlando, no estado da Flórida. A casa tem quase 700 metros quadrados, dois andares e um pé direito muito alto.

Gugu estava com o filho João Augusto, de 18 anos, as filhas gêmeas, Marina e Sophia, de 15 anos, e com a companheira dele Rose Miriam di Matteo.

De acordo com a nota oficial da assessoria de imprensa do apresentador, ele tinha entrado no forro da casa para fazer algum reparo no ar condicionado.

O piso do forro é de gesso e não suporta o peso de uma pessoa.Para caminhar em cima, é preciso pisar nas vigas.Não se sabe o que aconteceu, mas Gugu caiu pelo gesso, um andar para baixo.

Gugu teve uma queda de aproximadamente quatro metros de altura no primeiro andar da casa.

Guilherme Lipsky, neurocirurgião brasileiro chamado pela família para acompanhar Gugu no hospital, explica que, em uma queda dessa altura, “a gente espera uma fratura de calcanhar, eventualmente uma fratura de bacias, mas nunca bater a cabeça diretamente.”

“Então, para ter acontecido o que aconteceu, na gravidade que aconteceu, eu acho que ele deve ter desfalecido num dos momentos iniciais da queda, possivelmente bateu a cabeça contra o teto e aí desfaleceu”, diz o neurocirurgião.

O filho de Gugu ligou para os serviços de emergência, que chegaram rapidamente. Mas o trajeto da casa até o hospital não é curto. São 27 minutos.

Com a queda, Gugu teve uma fratura grave no osso temporal direito. Isso causou uma hemorragia traumática e o sangramento se espalhou ao redor do cérebro.

Guilherme Lipsky explica porque não era viável uma intervenção cirúrgica:

“É uma situação extremamente grave, então, a maioria dos protocolos de atendimento de trauma internacionais dizem: não investir. Porque se você investe e faz medidas, vamos dizer, ‘heroicas’ você acaba acarretando um sofrimento muito grande para o paciente. A chance de morrer é alta e se não morre há uma chance muito grande de entrar em estado vegetativo persistente. “

No hospital foi constatada detectado um nível 3 na escala Glasgow. Essa escala mede a atividade cerebral e vai até 15. Isso quer dizer que a atividade cerebral de Gugu já era baixíssima quando ele chegou ao local.

Depois de seis horas, foi confirmada a morte encefálica. Não havia mais atividade cerebral. Segundo o médico explicou para o Jornal Nacional, o diagnóstico da morte encefálica é “evolutivo” e requer um tempo de análise.

“Precisa ter um tempo de observação mínimo, que não pode ser menor do que seis horas. Isto que foi feito. Ele tinha alguma atividade respiratória no início. Não era de início morte encefálica. Ele tinha de início alguma atividade na prova de apneia, a prova que se faz.”

“Acontece que o quadro foi se deteriorando rapidamente e aí as provas subsequentes comprovaram isso. São feitas pelo menos duas provas, há um intervalo, aqui nos EUA este intervalo este intervalo não é limitado, pode ser feito 15 minutos depois, 20 minutos depois”, acrescenta Lipsky .

As leis americanas não exigem, mas os médicos fizeram ainda uma angiografia, que detectou que não havia mais fluxo de sangue para o cérebro.

A morte do apresentador Gugu Liberato foi confirmada na sexta-feira (22) às 21h06, horário de Brasília, pela assessoria de imprensa do apresentador com uma nota assinada pela família.

O Hospital do Coração, em São Paulo, estava com estrutura pronta para atendimento, mas não foi necessário. Era desejo de Gugu que todos os seus órgãos fossem doados e a família atendeu. A equipe médica americana informa que eles podem ajudar até 50 pessoas.

(G1)