Homem é assassinado no Airton Sena II

“Os meninos acabaram de chegar de lá, diz que foi feio o negócio lá, bagulho foi feio, tiro por todo canto nele. Tá todo baleado”. A fala é de um áudio de whatsapp logo depois do homicídio que aconteceu na noite de quinta-feira (12), no bairro Airton Sena II, em Altamira.

Marcelo Freitas Ferreira, 4 anos, foi encontrado após ser assassinado a tiros. Ele estava em um veículo com a ex-mulher, que está grávida dele. Segundo o perito criminal, Fernando Mirando, as características são de crime de execução.

Informações repassadas à Polícia Militar, relatam que Marcelo e a ex-esposa haviam acabado de sair de um balneário e estavam indo pra casa de um parente, no Airton Sena II quando dois homens em uma motocicleta pararam o veículo, a princípio, para pedir informações. Ao parar, a vítima foi obrigada pelos criminosos a sair do carro. Ainda segundo a polícia, os criminosos teriam perguntado se ele seria de facção criminosa, ele teria negado, mas logo em seguida, foi executado.

A Polícia Civil e o Instituo Médico Legal estiveram no local para investigar o caso. No veículo foram encontradas 8 carteiras de cigarro e algumas anotações com números, que levantaram suspeitas. Segundo a PC, Marcelo, que trabalhava como borracheiro, já teria passagem pela polícia por latrocínio. A família não quis comentar o crime, principalmente por medo de possíveis ameaças. O corpo foi recolhido pelo IML para perícia. O caso continuará sendo investigado. Até o momento ninguém foi preso.

Com a morte de Marcelo, sobe para 5 o número de homicídios registrados em Altamira, somente nesse mês de setembro.

Assista ao vídeo

Segup discute importância da inteligência no combate à criminalidade

A Secretaria Adjunta de Inteligência e Análise Criminal (Siac), ligada à Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), participou do XIII Encontro Nacional de Pós-Graduação em Geografia (Enanpege), realizado na Universidade de São Paulo (USP). O evento contou com as presenças das maiores referências nacionais no assunto, e teve como objetivo a troca de experiências e a busca de novas ferramentas de softwares voltadas à análise criminal.

“Este evento reuniu inúmeras das referências nacionais e da América Latina que pesquisam sobre os mais variados temas, em especial os que envolvem a criminalidade e a violência nas cidades”, informou o o geógrafo Rafael Borges, responsável pelas atividades de geoprocessamento da Diretoria de inteligência Estratégica (DIE), ligada à Siac, que participou do evento, realizado de 2 a 06 de setembro, em São Paulo (SP).

Os dados e o mapeamento da criminalidade e violência no Estado são coletados e apurados pela Siac, resultando em investimentos no desenvolvimento de técnicas e métodos para a melhoria dos serviços de inteligência e investigação dos órgãos de segurança do Pará.

Tipologia criminal – Com a Cartografia/Geoprocessamento Criminal é possível mapear informações, dados e elementos que possam ajudar na compreensão da tipologia criminal, auxiliando na gestão da segurança e no planejamento operacional. “A Geografia traz um olhar espacial e territorial, o que é fundamental para o entendimento das dinâmicas de grupos criminosos e, sobretudo, para a compreensão da criminalidade. Por meio de mapeamentos é possível visualizar as dinâmicas criminais urbanas, tornando de fácil entendimento o estudo de complexidades, como nos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs), auxiliando no serviço de inteligência e no planejamento operacional”, ressaltou o geógrafo.

Para o secretário Adjunto de Inteligência e Analise Criminal, delegado André Costa, a parceria entre as universidades e os órgãos da segurança pública é uma realidade nacional. Essa colaboração ajuda na construção de sistemas e softwares que auxiliem nos serviços de inteligência e investigação.

“A busca do conhecimento acadêmico científico para a segurança pública já é uma realidade nos estados brasileiros. Inclusive, o Ceará apresenta um sistema mais moderno de inteligência direcionado à segurança pública, a partir de uma parceria positiva entre a Universidade Federal do Ceará e servidores da segurança pública do Estado. Essa parceria possibilita a criação de ferramentas e softwares que auxiliam, de forma mais eficaz, e com menor custo, na coleta e apuração de dados criminais. O Pará, há seis anos, já possui cursos de pós-graduação voltados à segurança pública, sendo este um fator primordial para que possamos desenvolver metodologias científicas direcionadas para o avanço ao combate da criminalidade violenta no nosso Estado”, ressaltou André Costa.

(Ascom/Walena Lopes)

Pagamento do FGTS: Caixa estende horário de atendimento e abre no sábado

As agências da Caixa Econômica Federal vão abrir no próximo sábado, das 9h às 15h, para liberação do saque de até R$ 500 em contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

A Caixa também vai trabalhar com horário estendido por duas horas, amanhã (13), início do saque, e nas próximas segunda (16) e terça-feiras (17).

Assim, as agências, que normalmente abrem às 11h, vão iniciar o atendimento às 9h. Aquelas que abrem às 10h, iniciarão os trabalhos às 8h e as que abrem às 9h, atenderão a partir das 8h e terão uma hora a mais ao final do expediente. No caso de agências que abrem às 8h, serão duas horas a mais ao final do horário de atendimento.

“Vamos avaliar o movimento desses dias para ver se teremos que abrir mais calendários especiais nas semanas seguintes”, disse o vice-presidente de Distribuição, Atendimento e Negócios da Caixa, Valter Nunes. Ele participou hoje (12) de transmissão no Facebook, juntamente com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, e o vice-presidente de FGTS da Caixa, Paulo Angelo, para tirar dúvidas sobre o saque imediato.

Depósito automático

A Caixa inicia amanhã (13) o pagamento dos recursos. O banco fará o depósito automático para quem tem conta poupança no banco, seguindo calendário de mês de nascimento.

Quem nasceu em janeiro, fevereiro, março e abril recebe primeiro. Os próximos a ter acesso ao saque são os nascidos em maio, junho, julho e agosto, no dia 27 deste mês. Em seguida, no dia 9 de outubro, será a vez os nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro.

Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança. Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para informar a decisão em um dos canais divulgados pela Caixa: site, Internet Banking ou aplicativo no celular.

Os clientes da Caixa que têm conta corrente podem fazer o pedido de crédito em conta por meio dos canais de atendimento

Para aqueles que não têm conta poupança na Caixa, aberta até o dia 24 de julho de 2019, ou conta-corrente, o calendário começa no dia 18 de outubro, para os nascidos em janeiro, e vai até 6 de março de 2020, para os nascidos em dezembro.

(Agência Brasil)

Acusado de homicídio é preso em Pacajá

Policiais civis efetuaram o cumprimento do mandado de prisão preventiva decretado pelo Judiciário contra um homem apontado em investigações policiais como o autor de um homicídio, na cidade de Pacajá, região do Lago de Tucuruí, sudeste do Pará. O preso é Angelito Joaquim da Silva, 66 anos, natural de Cumaru, no Estado da Bahia. A prisão foi realizada pela equipe policial do município no último dia 8. Angelito foi localizado na Vicinal Chico Elias, na zona rural de Pacajá, por volta das 10:30h da manhã.

Sob coordenação do delegado Sandro Rivelino, a equipe policial de plantão na Delegacia do município recebeu informações cumpriu a ordem de prisão após realizar investigação para localizar o foragido. Após diligências, Angelito foi localizado pelos policiais civis Paulo, Melo e Cláudio. A ordem de prisão foi expedida pelo juiz da Vara Única de Pacajá, Lucas Quintanilha Furlan. Conforme os autos do processo criminal, Angelito foi identificado como o autor de um assassinato ocorrido em 2015, no município.

O homicídio, conforme apurado na época, foi praticado com o uso de arma de fogo. Um disparo foi deflagrado contra a cabeça da vítima, no momento em que a mesma estava no interior de uma rede. A prisão cautelar do denunciado, conforme despacho judicial, é necessário para a instrução processual e para assegurar a aplicação da lei penal, já que o acusado, após o crime, fugiu do local do crime e, até então, estava foragido. Agora, ele está recolhido à disposição da Justiça.

(Assessoria de Comunicação)

Sespa intensifica monitoramento e treinamento para combater a doença de Chagas

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), por meio da Coordenação Estadual do Programa de Controle da Doença de Chagas, intensificou as ações de monitoramento e treinamentos em investigação epidemiológica da doença. As equipes trabalham orientando em educação em saúde e mobilização social.

Com o apoio das Secretarias Municipais de Saúde, recebem os treinamentos os agentes de endemias, agentes comunitários de saúde, enfermeiros e médicos, além dos profissionais das vigilâncias sanitárias do setor de entomologia e batedores de açaí.

O objetivo é fortalecer os trabalhos de prevenção com estratégias que visam à identificação e redução de casos da doença. Os profissionais fazem a investigação de surto nos municípios de ocorrência; e distribuição de material educativo (folder e manuais).

De acordo com Ednei Amador, coordenador estadual do Programa de Controle da Doença de Chagas, as Secretarias Municipais de Saúde estão orientadas a realizar vistorias nos estabelecimentos de vendas de açaí. “Essa prerrogativa consta nas Normas do Termo de Ajuste de Conduta – Decreto 326 (TAC), do governo estadual, que especifica as regras para qualidade e consumo do açaí em todo o Estado”, salientou.

Dados – Em 2019, até o dia 31 de agosto deste ano, foram confirmados no Pará 97 casos de doença de Chagas. No mesmo período do ano passado, foram 179 casos – configurando uma redução de quase 46%.

Fluxo de prevenção e tratamento

O papel da Sespa no combate à doença é de cunho orientador, por meio de treinamentos e recomendações técnicas às Secretarias Municipais de Saúde. A título de exemplo de como a Sespa atua, desde o mês de junho a Secretaria programou ações de 24 a 27 de setembro, no município de Barcarena. Uma equipe técnica da Coordenação Estadual do Programa de Controle da Doença de Chagas estará treinando técnicos de dez municípios do entorno. Dias antes, os mesmos municípios receberão treinamentos referentes a outros agravos e programas.

Atualmente, a referência estadual para tratamento da doença é o Hospital Universitário João de Barros Barreto (HUJBB), onde funciona o Programa Multidisciplinar em Doença de Chagas, também atrelado ao Hospital de Clínicas Gaspar Vianna. Além de atender aos pacientes, o serviço do HUJBB é campo de pesquisa e fonte de informações científicas sobre doença de Chagas para os profissionais médicos e residentes do Estado.

(Agência Pará)