Conselho tutelar fala sobre o acompanhamento do caso da adolescente Vilma

O conselho tutelar segue acompanhando as investigações sobre o assassinato da adolescente de 14 anos Vilma Marques. De acordo com a conselheira, a menina era orientada pelo órgão desde criança e por várias vezes, passou pelo espaço de acolhimento, Econ.

PMs suspeitos de participação na morte de adolescente em Altamira são presos

Família de adolescente assassinada faz relato sobre a menina

Polícia civil investiga mortes de adolescentes em Altamira

Ela relata ainda que a mãe de vilma teria aberto mão da filha para estar com o companheiro, após ele sair da prisão. Lucinha contradiz as informações da tia e enfatiza que a família da menina foi procurada por diversas vezes para poder entregar a adolescente, mas que eles se recusavam a ficar com ela.

Lucinha conta que tem documentos que provam que a ausência da família e que tentou por várias vezes levar a menina para o abrigo. Ela fala ainda que chegou a encaminhar documentos ao ministério público para tentar ajudar a adolescente. 

A conselheira afirma que três dias antes de ser assassinada vilma a procurou e informou que ela e a amiga que sobreviveu aos tiros, estariam sendo ameaçadas.

Sobre a prisão dos três policiais suspeitos de envolvimento na morte da adolescente, a conselheira explica que está acompanhando todos os fatos. Os dois adolescentes que sobreviveram seguem sendo assistidos pelo conselho tutelar de altamira e devem passar por acompanhamento psicológico.

(Karine Weil)

Assista ao vídeo

Colisão entre veículos deixa uma pessoa ferida na estrada do aeroporto

Um acidente na estrada do aeroporto deixa uma pessoa ferida na manhã desta segunda-feira (10). Devido a força da batida o para-brisa do micro-ônibus foi arrancado e a frente da caminhonete ficou destruída. Uma cena que chamava atenção de quem passava pelo local. A colisão aconteceu na avenida João Paulo II. A condutora do carro ficou ferida e foi socorrida pelos bombeiros.

Segundo informações do motorista do micro-ônibus, a mulher perdeu o controle na curva e colidiu de frente. A pista molhada pode ter contribuído para o acidente.

Agentes do Demutran estiveram no local realizando os procedimentos, outros acidentes já foram registrados em Altamira devido água na pista. A orientação é que trafegue sempre com a velocidade moderada quando estiver chovendo e evitar manobras e freadas bruscas.

(Karine Weil)

Assista ao vídeo

Forró Apaexonado supera expectativa de organizadores.

As bandeirolas coloridas anunciam que o São João chegou. No Forró dos Apaexonados, quem comprou o bingo ou consumiu no local, ajudou os meninos e meninas da Apae e a associação a manter suas ações durante todo o ano. O evento que começou pequeno, hoje já se tornou uma grande estrutura, que conta com apoio de vários órgãos solidários com a causa. É o caso do empresário Paulo Santana que contribui há alguns anos.

O evento nasceu há 20 anos e para celebrar e esse ano superou em 50% a edição do ano anterior, conforme a organização. A festa começou cedo e entrou a noite. O evento é realizado em um aras da cidade com entrada franca. O valor arrecadado é investido na instituição.

Assista ao vídeo

Influencers de Altamira contam os desafios de trabalhar com redes sociais

No rol das novas profissões, influencer digital, tornou-se comum nos últimos anos. As redes sociais possibilitaram o surgimento da atividade e cada dia mais pessoas se dedicam a trabalhar na internet. Em Altamira, blogueiras e empresas estão investindo nessa área.

A influencer Amanda Cristina Alves tem 21 anos e começou com um perfil de estudos. Ela estuda para o ingressar em Medicina e passou a divulgar sua rotina. Com isso ela viu o número de seguidores subir e passou a transformar isso em oportunidade de trabalho. “Eu sempre quis ajudar as pessoas a viverem seus sonhos, e por isso eu dividia o meu que é passar em Medicina. Com o tempo comecei a perceber como as mulheres eram rivais entre si, e eu comecei a falar muito sobre isso, sobre união, sobre a importância de acabar com esse conceito de que mulheres tem que ser inimigas, e junto com tudo isso vem empoderamento, aceitação, essa necessidade da gente olhar pra nós mesmas com mais carinho e parar um pouco o julgamento”, conta Amanda.

Segundo uma pesquisa realizada em 2018, pelo Instituto QualiBest, com mais de 4 mil internautas brasileiros, 81% dos jovens até 19 anos seguem algum influenciador digital. Destes, 49% já dão mais ouvidos às dicas dos criadores de conteúdo do que aos amigos ou parentes. David Augusto Ximenes de Lima, 24 anos, passou a usar sua conta no Instagram para registrar um desafio de saúde que iniciou em 2018. Ele percebeu o número de seguidores subir e observou ainda que no mercado de influencer de Altamira praticamente não havia homens. “No fim do ano passado fui convidado a participar de um desafio, onde eu teria que praticar exercícios físicos e fazer uma reeducação alimentar para atingir um peso ideal. Aceitei o desafio e passei a utilizar o Instagram como um diário digital”, explica o jovem.

Ele conta que passou a pesquisar cada vez mais sobre o trabalho. “Eu trabalhava como Corretor de Imóveis em tempo integral e passei a trabalhar meio período e investir meu tempo como influenciador digital, e com o tempo foi dando tão certo que hoje trabalho somente com isso”.

Entre as plataformas mais usadas estão Instagram e Youtube. O trabalho parece simples, gravar vídeos, mostrar produtos, ganhar presentes e tirar fotos. Mas por trás de tudo isso existe planejamento, contratos, responsabilidade, tempo, dedicação, produção de conteúdo e diferentes profissionais envolvidos.

Para Amanda, o maior desafio hoje é fazer as pessoas entenderam que o Instagram é seu emprego e como em qualquer emprego tem horário, compromisso e custos. “De amigos e até da família eu ouvia que eu batia perna o dia todo, que ficava só tirando fotos. E muitas empresas querem que a gente divulgue muito além do pacote combinado porque pra eles é só postar”, explica.

Para oferecer um trabalho de qualidade, profissionalismo é indispensável. A influencer conta que se tornou MEI – Micro Empreendedor Individual, abriu conta jurídica, procurou um profissional para elaboração dos contratos, além de assessoria e parcerias. “Eu tenho um mídiakit que envio aos profissionais que buscam meu trabalho, nele tem diferentes opções de pacotes para divulgação. Além disso passei a investir em assessoria de conteúdo, dessa forma posso planejar junto com cliente a melhor forma de divulgar e ele ter retorno desse investimento”, explica a jovem.

Segundo David, ele recebe inúmeras mensagens de empresas que querem informações sobre divulgação. “É passado todos os dados importantes como, alcance, impressões, visitas no perfil e postagem, entre outros. Ficam empolgados com os dados, mas alguns na hora de entrar em acordo sobre valores de divulgação acabam querendo pagar apenas com permuta”, conta o influencer.

Segundo David houve ainda outro desafio, ser homem em um universo em que a maioria é mulher. “Fui criticado por diversas pessoas inúmeras vezes por eu ser homem e essa profissão ser titulada somente para mulheres, que davam dicas. Como se nós homens também não nos interessasse em ter uma boa forma e aparência”, desabafa.

Oficialmente catalogados, existem 7500 influenciadores digitais em todo Brasil, segundo pesquisa “Raio-X dos influenciadores digitais do Brasil”, realizada pela Apex. Mas esse número é muito maior quando somados os micro influenciadores (pessoas com 5 a 100 mil seguidores em suas redes). Por terem um engajamento maior e serem mais baratos para as empresas, são uma forte tendência de mercado.

Vantagens de investir em influencers

  1. Grande alcance
    O boca a boca é uma das formas de divulgação mais eficientes que existem. Com a internet, esse processo se intensificou e ganhou abrangência. Mas, como já mencionamos, conquistar uma grande audiência é bastante trabalhoso e exige um grande empenho das marcas.
    Porém, ao firmar parcerias com influenciadores, você consegue levar a sua empresa a um grande número de pessoas. Além disso, esses profissionais da internet conseguem intensificar o boca a boca ao fazer com que os seus seguidores compartilhem informações — levando sua marca a outras pessoas.
  2. Segmentação de público
    É mais fácil desenvolver campanhas de divulgação para um público segmentado do que tentar se comunicar com todo mundo. Afinal, saber com quem se fala e como falar torna suas ações mais eficientes.
    Os influenciadores digitais já possuem sua base de seguidores, desenvolvem conteúdo específico e sabem exatamente qual linguagem utilizar. Ao utilizar esses profissionais em sua estratégia, as marcas conseguem atingir um público específico de maneira eficiente e atrair mais clientes.
  3. Posicionamento da marca
    Conceitos e valores também fazem parte da construção de uma marca. Uma empresa que tenha políticas questionáveis tende a perder clientes e credibilidade. Por outro lado, as companhias que adotem boas posturas conseguem chamar a atenção das pessoas e ganham mais destaque.
    Os influenciadores são conhecidos por suas ideias, opiniões e atitudes. São essas coisas que fazem com que as pessoas se reconheçam nesses profissionais da internet e as sigam. Apostar naqueles que refletem os valores da empresa é uma forma de reforçar o posicionamento da marca.
  4. Credibilidade da empresa
    Além de reforçar o posicionamento da empresa, os influenciadores também contribuem com a geração de credibilidade para produtos e serviços. Esses profissionais conquistaram grande audiência por se tornarem uma autoridade nos segmentos que atuam e, por isso, as pessoas os escutam.
    Associar um profissional considerado respeitável a produtos e serviços é uma forma de transferir confiança e credibilidade ao trabalho da sua companhia. Com isso, gera-se interesse nas pessoas e transmite-se a sensação de confiança e qualidade no trabalho desenvolvido pela marca.
  5. Fidelização e vendas
    Por um lado, os influenciadores conseguem atrair clientes para as empresas, e essa divulgação, quando bem trabalhada, é convertida em vendas. Afinal, você tem uma pessoa de influência defendendo a sua marca e divulgando produtos ou serviços a um grande número de pessoas — e isso tem que impactar positivamente suas vendas.
    De outro lado, essa comunicação atinge não apenas novos consumidores. Antigos clientes também acompanham os influenciadores digitais e escutam o que eles falam. Portanto, ao apostar nessa estratégia de marketing digital, também acontece um trabalho de fidelização, já que há um reforço positivo de imagem.
    Em um mundo no qual as relações de consumo mudaram com a internet, aliar marcas e influenciadores digitais pode ser uma estratégia importante para se destacar no mercado e ampliar a sua base de clientes ao mesmo tempo que fortalece a empresa. (Fonte Airfluencers)

Mayara Freire

Motociclista com sintomas de embriaguez se envolve em acidente

Segundo informações de testemunhas, um dos condutores descia a rua da Celpa no Jardim Ibisa e acabou colidindo com o outro motociclista que seguia na Alacid Nunes em direção ao centro da cidade.

A vítima atendida pelos plantonistas do Samu é Antônio Marcos. Ele reclamava de dores na coluna e foi levado até à Unidade de Pronto Atendimento – UPA. O outro condutor Francisco Alves, de 50 anos, não usava capacete e sofreu escoriações. Ele se recusou a receber os primeiros socorros e a ser conduzido ao hospital.

De acordo com testemunhas Francisco é quem teria provocado a colisão e ainda estaria levando um litro de bebida alcoólica que quebrou com o impacto, no meio da via. Ele estava com sintomas de embriaguez.
O outro condutor, Antônio Marcos, saiu do bairro Buriti para acompanhar o avô que estava internado na UPA, quando sofreu o acidente. As duas motocicletas ficaram danificadas. O departamento municipal de trânsito foi acionado e registrou mais uma colisão ocasionada pela mistura de álcool e direção.

(Raiany Brito)

Assista ao vídeo

Advogado é morto a tiros na porta de casa no Pará

O advogado João Vieira Bezerra foi assassinado a tiros por pistoleiros na porta de casa na noite do último sábado (8) em Novo Repartimento, sudeste paraense. Os autores do crime estavam em uma motocicleta.

João Bezerra era formado em Direito pela Faculdade Gamaliel, em Tucuruí. Ele profissional militava em Novo Repartimento, município onde também atuava como construtor.

Por meio de uma nota de pesar emitida na tarde deste domingo (9), a Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Pará- lamentou a morte de Bezerra e afirmou que diretores da OAB-PA, da Comissão de Defesa de Direitos e Prerrogativas e da subseção da OAB em Tucuruí acionaram as autoridades competentes para cobrar providências.

Em resposta, a Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Segup) anunciou que foi reforçado o efetivo de policiais no município para fortalecer o trabalho de investigação.

Nota da OAB

É com profundo pesar que a Ordem dos Advogados do Brasil, Seção Pará, comunica o falecimento do advogado João Vieira Bezerra, assassinado a tiros por pistoleiros na porta de sua residência, na noite do último sábado (08), em Novo Repartimento.

Formado em Direito pela Faculdade Gamaliel, em Tucuruí, o profissional militava em Novo Repartimento, município onde também atuava como construtor. De acordo com informações apuradas pela Polícia Civil, os disparos foram efetuados por homens que estavam em uma motocicleta.

Neste momento de dor e consternação, o presidente da OAB no Pará , Alberto Campos, em nome do Conselho Seccional e de todos os advogados paraenses, expressa condolências aos familiares e amigos do advogado, mais uma vítima da desenfreada onda de violência que assola o Pará.

Diretores da OAB-PA, da Comissão de Defesa de Direitos e Prerrogativas e da subseção da OAB em Tucuruí, cuja jurisdição abrange aquela região, acionaram as autoridades competentes para cobrar providências, principalmente o secretário de Segurança Pública e Defesa Social do Estado, Ualame Machado.

Equipes da Superintendência da Polícia Civil da Pará em Tucuruí e da NAI encontram-se em Novo Repartimento desde a noite de sábado com a finalidade de elucidar o crime. Ao atender solicitação da OAB-PA, a SEGUP reforçou o efetivo de policiais no município para fortalecer o trabalho de investigação.

Presidente da subseccional de Tucuruí, Iriel Batista está em Novo Repartimento para acompanhar as investigações ao lado do vice-presidente Ezequiel Mendes. Com mais este episódio lamentável de violação da principal prerrogativa do ser humano, que é a vida, a OAB-PA não medirá esforços para que o caso seja esclarecido e os responsáveis punidos exemplarmente.


(DOL)

OIT volta a analisar reforma trabalhista brasileira

A Comissão de Aplicação de Normas da Organização Internacional do Trabalho (OIT) volta a analisar, a partir desta semana, a denúncia de que a Lei 13.467/2017,, conhecida como reforma trabalhista, fere a Convenção 98 da agência multilateral da Organização das Nações Unidas (ONU), da qual o Brasil é signatário. Composta por representantes dos Estados-Membros (governos, empregadores e trabalhadores), a comissão se reunirá durante a Conferência Internacional do Trabalho, que começa hoje (10), em Genebra (Suíça), e segue até o próximo dia 21.

Aprovada pela OIT em 1949 e ratificada pelo Brasil em 1952, durante o governo de Getúlio Vargas, a Convenção 98 estabelece regras de proteção aos direitos de trabalhadores brasileiros, como a filiação sindical e a participação em negociações coletivas.

A denúncia de que as mudanças nas leis trabalhistas que entraram em vigor em novembro de 2017 contrariam a convenção foi apresentada à OIT pela Central Única dos Trabalhadores (CUT), com o apoio de outras centrais sindicais, antes mesmo da aprovação da lei pelo Congresso Nacional. As entidades de trabalhadores sustentam que as mudanças trazidas pela reforma trabalhista foram aprovadas sem a devida consulta aos trabalhadores.

O principal questionamento das centrais sindicais diz respeito ao ponto que estabelece que os acordos assinados após negociações coletivas entre patrões, empregados e seus respectivos sindicatos podem se sobrepor a determinados aspectos previstos na Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). Ou seja, dentro de certos limites, o negociado prevalece sobre o legislado.

Em nota de junho de 2018, a CUT afirma que a intenção da denúncia era fazer com que o Brasil fosse incluído na lista de casos da Comissão de Aplicação de Normas, fato que, segundo a entidade, acarretaria repercussões práticas de natureza política, econômica e jurídica, como eventuais entraves a negociações bilaterais, o que faria com que o governo recuasse na implementação das novas regras trabalhistas.

Durante a última conferência, realizada há um ano, o governo brasileiro sustentou que o projeto de mudança das leis trabalhistas proposto em 2017 foi discutido e votado pelo Congresso Nacional seguindo todos os trâmites previstos na Constituição brasileira. E que aspectos questionados da lei estavam sob análise do Supremo Tribunal Federal (STF).

Histórico

Em 2017, o Brasil chegou a figurar na chamada “long list” (do inglês, lista extensa), relação formada anualmente por 40 denúncias selecionadas dentre as centenas que a organização recebe anualmente. Os casos suspeitos de violar o direito internacional do trabalho que integram essa primeira lista são escolhidos por um comitê formado apenas por representantes de trabalhadores e empregadores de diversos países.

Após esta primeira análise, a Comissão de Aplicação de Normas seleciona 24 das 40 denúncias consideradas mais graves. Os representantes dos órgãos de governo dos Estados-Membros participam da confecção dessa segunda relação, chamada de “short list” (lista curta). E os países citados são convidados a apresentar seus argumentos e justificativas.

Deliberativa, a Comissão de Aplicação de Normas pode encaminhar propostas para as sessões plenárias e à Conferência Internacional da OIT. Em muitos casos, o debate motiva a comissão da conferência a aprovar e divulgar recomendações para que os governos dos Estados adotem soluções para os problemas identificados.

Em 2017, o Brasil não foi incluído na “short list” porque a conferência anual da OIT ocorreu antes da aprovação da reforma trabalhista pelo Congresso Nacional.

Já na conferência de 2018, com as novas regras em vigor, o Brasil foi incluído entre os 24 casos suspeitos de violar as normas internacionais. No entanto, ao fim da 107ª Conferência Internacional do Trabalho, em junho do ano passado, a OIT decidiu pedir ao governo brasileiro mais explicações sobre os possíveis impactos da reforma trabalhista. Além de conceder prazo até novembro passado, a organização determinou que o país discutisse o tema internamente, promovendo reuniões com representantes do governo, dos empregadores e dos trabalhadores.

Segundo o secretário de Relações Internacionais da Central Única dos Trabalhadores (CUT), Antônio de Lisboa Amâncio Vale, as consultas tripartites não aconteceram, e o Brasil perdeu o primeiro prazo para a entrega das informações exigidas pela OIT.

“O país tinha que fazer duas coisas. Uma era fornecer informações à OIT até novembro de 2018, o que fez há poucas semanas. O país também não realizou as consultas tripartites”, disse Lisboa à Agência Brasil, antecipando que as entidades de trabalhadores vão defender que o Brasil volte a ser incluído na short list este ano. “Vamos mostrar que a reforma trabalhista não gerou empregos – pelo contrário – e enfraqueceu a negociação coletiva.”

A Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia não antecipou detalhes sobre a exposição que fará durante a reunião, mas assegurou que todas as exigências da OIT foram cumpridas dentro dos prazos, inclusive com a realização de três reuniões tripartites ao longo de 2018, quando o mínimo exigido seriam duas. A pasta também confirmou já ter sido informada de que, este ano, o comitê de representantes de trabalhadores e empregadores já incluiu o país na long list. A decisão se o país será incluído na short list deve ser divulgada entre terça-feira (12) e quarta-feira (13).

Procurada, a OIT não se pronunciou sobre o assunto.

A delegação brasileira em Genebra contará com representantes da Secretaria do Trabalho do Ministério da Economia e do Itamaraty; das centrais sindicais e de confederações de empregadores. A comitiva governamental será chefiada pelo secretário de Trabalho, Bruno Dalcolmo. A empresarial será coordenada pela Confederação Nacional do Sistema Financeiro (CNF), e a dos sindicatos de trabalhadores, pela Força Sindical.

(Agência Brasil)

Receita abre nesta segunda consultas ao 1º lote

Receita Federal abriu nesta segunda-feira (1006/2019) a consulta ao primeiro lote de restituição do Imposto de Renda Pessoa Física 2019. Cerca de 2,55 milhões de contribuintes que fizeram a declaração neste ano vão receber dinheiro do Fisco.

Ao todo, serão desembolsados R$ 4,99 bilhões do lote deste ano. A Receita também pagará R$ 109,6 milhões a 20.087 mil contribuintes que fizeram a declaração entre 2008 e 2018, mas estavam na malha fina. Considerando os lotes residuais e o pagamento de 2019, o total gasto com as restituições chegará a R$ 5,1 bilhões para 2.573.186 contribuintes.

A lista com os nomes estará disponível a partir das 9h no site da Receita na internet. A consulta também pode ser feita pelo Receitafone, no número 146. A Receita oferece ainda aplicativo para tablets e smartphones, que permite o acompanhamento das restituições.

O crédito bancário será feito em 17 de julho. As restituições terão correção de 1,54%, para o lote de 2019, a 109,82% para o lote de 2008. Em todos os casos, os índices têm como base a taxa Selic (juros básicos da economia) acumulada entre a data de entrega da declaração até este mês.

O dinheiro será depositado nas contas informadas na declaração. O contribuinte que não receber a restituição deverá ir a qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para os telefones 4004-0001 (capitais), 0800-729-0001 (demais localidades) e 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos) para ter acesso ao pagamento.

Os dois últimos lotes regulares serão liberados em novembro e dezembro. Se estiverem fora desses lotes, os contribuintes devem procurar a Receita Federal porque os nomes podem estar na malha fina por erros ou omissões na declaração.

A restituição ficará disponível durante um ano. Se o resgate não for feito no prazo, a solicitação deverá ser feita por meio do formulário eletrônico – pedido de pagamento de restituição, ou diretamente no e-CAC , no serviço extrato de processamento, na página da Receita na internet. Para quem não sabe usar os serviços no e-CAC, a Receita produziu um vídeo com instruções.

(Agência Estado)

Ator e seus pais são mortos ao visitar família da namorada

O ator Rafael Henrique Miguel, de 22 anos, e seus pais morreram após serem baleados por volta das 13h55 deste domingo (9) na Estrada do Alvarenga, no bairro da Pedreira, na Zona Sul da capital paulista.

Rafael interpretou o personagem Paçoca na novela “Chiquititas” e trabalhou no comercial em que uma criança pede brócolis à mãe.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, Rafael, acompanhado de seus pais, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50, foram conversar com o pai da namorada de Rafael sobre o namoro. Eles foram recebidos pela jovem e sua mãe.

Durante a conversa, o comerciante Paulo Curpertino Matias, de 48 anos, chegou ao local armado e atirou nas três vítimas, que morreram no local. O autor dos disparos fugiu. Foi solicitada perícia ao local e carro de cadáver. O caso foi registrado como homicídio consumado no 98º DP.

View this post on Instagram

If life is a movie, then you're the best part! ❤💏🌞

A post shared by Rafael Miguel (@rafaelmiguelreal) on

Repercussão

Fãs e amigos de Rafael se manifestaram nas redes sociais.

A apresentadora Maísa escreveu no Twitter: ““Bizarro saber q uma crueldade dessas aconteceu, ainda mais com uma pessoa que eu conhecia. Mais vidas foram interrompidas pelas mãos de um homem. Rafael & família, descansem em paz. Que Deus conforte todos os corações. Que a justiça seja feita. Chega de assassinato. 🙁 “

“Vai em paz meu irmão…. vai fazer mt falta aqui @rafaelmiguelreal”, escreveu Filipe Cavalcante, ator de Chiquititas.

“Meu Deus…..tentando entender o que não quero e não consigo entender…Assassinaram o Rafael Miguel….um menino…um garoto com a vida…”, escreveu Carla Fioroni, que contracenou com Rafael em Chiquititas.

“Os sets do céu estarão mega iluminados com a nova estrela que acaba de chegar. @Rafaelmiguelreal Vamos sempre nos lembrar dos momentos de…”, disse o ator Victor Aguiar.

(G1)

Susipe divulga número de aprovados no concurso

Nesta sexta-feira (7), o Ofício 2224/2019, referente ao Concurso Público C-199 da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe), foi encaminhado ao governador Helder Barbalho para conhecimento sobre a quantidade de candidatos aprovados e reprovados nas etapas do concurso. Inicialmente, 462 candidatos foram aprovados e 43 solicitaram recurso para revisão da prova. Destes, apenas 25 são de candidatos reprovados. A análise dessas provas será feita entre os dias 10 e 14 de junho (de segunda a sexta-feira).

Sobre o processo de análise nesses casos, o diretor da Escola de Administração Penitenciária da Susipe, João Arroyo, informou que “de acordo com o edital do Concurso C-199 e as resoluções normativas do mesmo, a comissão que deve apreciar os recursos é a própria direção da escola (diretor e coordenadorias). No caso de apreciação de recursos que incidam sobre o conteúdo das questões das provas, a comissão terá o acréscimo de um professor da disciplina em questão. Recebemos 43 recursos, que serão minuciosamente analisados com a disposição de corrigir qualquer equivoco, seja de procedimentos, seja de conteúdo”.

Adequação – Ainda segundo João Arroyo, o Concurso C-199 exigiu o alinhamento de novos fluxos administrativos e pedagógicos da Escola de Administração Penitenciária, que jamais havia realizado um evento desse porte. “Um curso de 75 cinco dias intensos, com 8 horas de atividades todos os dias úteis. Um curso com quase 500 candidatos, 14 turmas, 16 disciplinas, de Fundamentos Políticos, Jurídicos a Armamento e Tiro. Poucas escolas de administração penitenciária no Brasil já enfrentaram um desafio assim”, ressaltou o diretor.

O Concurso Público C-199 é o primeiro realizado depois de 2008, e segundo os organizadores transcorreu dentro da normalidade, considerando o momento de transição política e institucional em que a Susipe caminha para sua transformação em secretaria de Estado. Além disso, há a decisão do governo de priorizar concursos e aumentar o número de concursados no sistema prisional.

O resultado e classificação final do Concurso C-199 será publicado no próximo dia 19 de junho.

(Agência Pará)

error: Conteúdo Protegido por [ConfirmaNoticia.com.br]