Homem é baleado no meio do dia na região central de Altamira

Luís Leandro Araujo, de 57 anos, foi baleado na região central de Altamira, por volta de meio dia, desta segunda-feira (20).  Ele estaria a caminho do banco, com envelopes na mão, e foi seguido por dois homens em uma motocicleta.

Quando chegou próximo a um restaurante, na rua na Manoel Umbuzeiro, um deles o abordou com uma arma. Luís teria percebido a ação e reagiu. Ele chegou a correr pra dentro do restaurante, mas foi baleado dentro no local.

Ele foi socorrido por um amigo e levado para Unidade de Pronto Atendimento – UPA, mas pela gravidade dos ferimentos foi encaminhado para o Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT). Segundo a família o estado de saúde dele é estável, e deve passar por cirurgia.

Família de idoso denuncia atraso em cirurgia

Aos 86 anos, Raimundo Saraiva passou por uma cirurgia no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT) para retirada de pedras na vesícula em novembro de 2018. Mas segundo o aposentado, após o procedimento, outro problema apareceu: o diagnosticado dado à família foi de uma hérnia incisional na região abdominal, que geralmente afeta pessoas idosas que passam por procedimentos cirúrgicos.

Segundo o aposentado, após seis meses de espera, ele foi chamado para realizar o procedimento no Hospital Geral de Altamira. Mas o médico informou que no caso dele, o procedimento deveria ser feito no Hospital Regional que tem Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

A família está preocupada agora com a demora para o próximo procedimento. Por causa do crescimento da hérnia, fica difícil até mesmo escolher uma camisa para vestir.

Maria Paula Silva é esposa do seu Raimundo, ela que acompanha o marido desde o ano passado, espera que a nova cirurgia resolva o problema. A família pede agilidade na marcação do procedimento.
Nós entramos em contato com o HRPT, mas até o momento não tivemos resposta.

Assista ao vídeo

Projeto saúde presente promove saúde no RUC Jatobá

A dona de casa Lindalva Farias da Silva foi operada por causa de um mioma. Precisou remover o útero. Por isso é rigorosa quanto o acompanhamento do exame preventivo. E viu na ação saúde presente, a agilidade que precisava. “Todo ano tem que fazer preventivo para ver se está bem, tudo ok”, conta ela.

E Lindalva está certa. É importante ficar atenta para os fatores de risco, não só do câncer do colo do útero, como de ovário e mama. “Estamos fazendo orientações sobre a prevenção de câncer de colo uterino, de mama e ovário”, explicou a enfermeira Quézia Jesus Andrade.

No dia a dia pode ficar difícil dar atenção especial à saúde, mas com ações tão próximas, na comunidade, muita gente aproveita para dar um tempo na correria e cuidar de si. A Idelvânia Ferreira Santos, por exemplo, aproveitou a ação para pôr a caderneta de vacinação do filho em dia. “Hoje não está fácil, doença, gripe, dengue, eu agradeço a ação”, declarou a mãe.

A ação Saúde Presente aconteceu na escola Odila De Souza, no reassentamento Jatobá. Com várias especialidades médicas além de palestras. O Projeto é da secretaria de educação do estado e do município, e o objetivo principal é promover a saúde aos moradores dos bairros.

A ação integrada acontece a cada quarenta dias e se estenderá para outros bairros com intuito de minimizar o problema da saúde na região.

PRF apreende caminhonete furtada do município de Curionópolis

Foi durante uma abordagem de rotina que a Polícia Rodoviária Federal apreendeu uma caminhonete que tinha placa de origem do município de Canãa dos Carajás, mas na verdade, o veículo estava com a placa adulterada.

Segundo o policial Ítalo Carneiro, eles verificaram o veículo e logo observaram irregularidades. No registro consta que a caminhonete foi furtada no último dia 10 de maio em Curionópolis, sudeste paraense, município que fica há mais de 900km de Altamira.

No momento da apreensão quem conduzia o veículo era uma amiga do comprador. Ele foi acionado e na delegacia de polícia civil, confirmou que comprou a caminhonete no município de Marabá e desembolsou R$40 mil.

Ele foi enquadrado por receptação dolosa, após pagar afiança, ele foi liberado. Com essa apreensão, subiu para três o número de veículos adulterados apreendidos pela PRF só no mês de maio.

O primeiro caso foi no dia 04, uma caminhonete também estava adulterada. O motorista informou que havia pegado o carro emprestado no município de Xinguara e não saberia da situação do veículo.

Já no dia 11, outro veículo clonado, que foi comprado em São Luís do Maranhão, também foi apreendido. O veículo seria levado para Uruará e foi comercializado sem o documento único de transferência, o DUT.

Assista ao vídeo

Municípios têm até 30 de junho para aderir ao Mapa do Turismo Brasileiro

O prazo para entrega de documentação dos municípios paraenses interessados em aderir ao Mapa do Turismo Brasileiro encerra no dia 30 de junho. O Mapa é publicado a cada dois anos e a nova atualização faz parte das metas do Programa de Regionalização do Ministério do Turismo (MTur). Em 2017, um total de 129 municípios do estado do Pará foram contemplados.

Para inclusão, as prefeituras precisam comprovar a existência de órgão ou entidade responsável pela pasta de Turismo, a existência de dotação orçamentária destinada para a área através da Lei Orçamentária Anual (LOA), a existência de Conselho Municipal de Turismo ativo e, ainda, prestadores de serviços turísticos de atividades obrigatórias registrados no Cadastur, além de termo de compromisso assinado pelo prefeito e pelo dirigente responsável pela pasta de turismo, aderindo de forma espontânea e formal ao Programa de Regionalização e à Região Turística.

O Mapa é uma construção coletiva do Ministério do Turismo de forma coordenada com os estados, regiões turísticas e municípios, para desenvolver e consolidar novos produtos e destinos. A ideia é destacar locais que adotam o turismo como estratégia de desenvolvimento de políticas públicas, com ênfase na gestão, estruturação e promoção, de forma regionalizada e descentralizada.

O novo Mapa do Turismo Brasileiro será divulgado em agosto deste ano e a não participação dos municípios implica na impossibilidade de receber recursos de emendas parlamentares, e participação de programas e projetos do ministério.

O Programa de Regionalização do Turismo do MTur tem como objetivo trabalhar o fortalecimento da gestão de forma integrada, não apenas com um município isolado, mas com toda a região. A meta é fazer o turista permanecer mais tempo nas cidades, a partir de uma rede de atrativos e serviços ofertados.

(Agência Pará)

Evento voltado para negócios inovadores é realizado pelo Sebrae em Altamira

Uma Startup é uma empresa emergente que tem como objetivo desenvolver ou aprimorar um modelo de negócio. O modelo tem ganhado destaque nos últimos anos por fugir do formato tradicional. Como sempre há dúvidas em torno desse do negócio, o Sebrae de Altamira realizou no último sábado (18) o “Startup Day”, um evento para as pessoas que demonstram curiosidade pela atividade empresarial, e para aqueles que já estão no ramo.

Através de palestras os participantes aprendem as ferramentas técnicas para um negócio, formas de gerenciamento e visão estratégica entre outros pontos. Além de Altamira, outras cidades, como Belém, Breves e Paragominas, receberam a programação.

É comum ouvir que startups são empresas de internet. Mas isso não é regra. Elas só são mais frequentes na Internet porque é bem mais barato e facilmente propagável criar uma empresa online do que uma de agronegócio, por exemplo.

O evento também contou com apoio da Faculdade Serra Dourados – local em que o evento foi realizado, Universidade Federal do Pará – UFPA , e do governo do estado, que pretendem expandir a iniciativa do primeiro evento, porém de forma mais ampla, para o mês de junho. A ideia é trazer a incubadora de empresas, que visa alavancar a produção da região como o cacau e outros produtos para fomentar o empreendedorismo local.

Garis de Altamira recebem homenagem com dia de lazer

A criançada se divertiu na piscina, enquanto os pais, tiraram o domingo para jogar futebol. A festa foi uma homenagem da prefeitura de Altamira aos garis do município. Concurso de dança, maquiagem, design de sobrancelha e orientações sobre saúde bucal, todas ações gratuitas para os funcionários da limpeza pública. O Robson Rodrigues é um dos profissionais, para ele o dia foi um ótimo presente. “Eu tenho orgulho de ser gari, de cuidar de Altamira. Estou nessa profissão há 4 anos, sou natural de Almerim, mas já amo Altamira”, conta.

A Elda Mesquita é cabelereira e fez questão de trabalhar de como voluntária na festa. A secretaria de saúde disponibilizou uma equipe para fazer aplicação de flúor e também fazer o teste de glicemia, aferição de pressão e imunização contra várias doenças.

A dona Maria da Conceição Silva, que trabalha como gari há 23 anos, aproveitou os serviços de saúde oferecidos. O prefeito de Altamira esteve no evento. Para Domingos Juvenil é uma oportunidade de agradecer quem se dedica ao ofício de deixar a cidade limpa e mais bonita.
“São diversos garis divididos em dois turnos: dia e noite e na necessidade ainda complementamos para dar conta de toda a limpeza de Altamira. Portanto, eu só tenho, uma palavra: que é a palavra de agradecimento pelo companheirismo, por colaborarem com a administração, por serem parceiros”, declarou.

Animação não faltou, teve churrasco, vôlei, sorteio de brindes e música ao vivo. O secretário da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana – Seminf, agradeceu o trabalho de todos. ‘’São mais de 400 profissionais da limpeza pública que se dedicam manhã, tarde e noite para deixar Altamira sempre limpa. A programação cheia de atividades recreativas é para comemorar a passagem do dia do gari, no último 16 de maio”, disse Alexandre Borsatto.

Aposentadoria de policiais e professores entra em discussão na Câmara

A Câmara dos Deputados retoma nesta semana as audiências temáticas da comissão especial que analisa a Proposta de Emenda à Constituição da reforma da Previdência (PEC 6/19). Entre os temas estão o Benefício de Prestação Continuada (BPC) e o abono salarial, a aposentadoria do trabalhador rural e de categorias com critérios diferenciados como professores, policiais e magistrados.

Na terça-feira (21), o colegiado convidou o assessor-chefe-adjunto da Presidência da República, Arthur Bragança Weintraub, o professor do Instituto de Economia da Universidade de Campinas (Unicamp), Pedro Rossi, a pesquisadora do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Luciana Jaccoud, e o diretor de programa na Secretaria Especial de Previdência e Trabalho, Leonardo Rangel, para debater BPC e abono salarial.

A aposentaria do trabalhador rural será discutida na quarta-feira (22) com o secretário especial adjunto de Previdência e Trabalho, Bruno Bianco, com a advogada Jane Lúcia Berwanger, representante Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBPD) e com representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag).

As categorias com critérios diferenciados de aposentadoria serão debatidas na quinta-feira (23) com o secretário adjunto de Previdência no Ministério da Economia, Narlon Gutierre Nogueira, e com o presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Estabelecimento de Ensino (Contee), Gilson Reis.

Reforma tributária

Em paralelo à discussão sobre a mudança nas regras de aposentadoria dos trabalhadores, deputados também analisarão o texto da reforma tributária (PEC 45/19). Na quarta-feira (22), a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara deve votar o relatório sobre a admissibilidade da PEC. O relator do texto, deputado João Roma (PRB-BA), apresentou seu parecer na semana passada.

A proposta institui Imposto sobre Operações com Bens e Serviços (IBS) que substitui três tributos federais – IPI, PIS e Cofins -, o ICMS, que é estadual, e o ISS, municipal. Todos eles incidem sobre o consumo. O IBS será composto por três alíquotas – federal, estadual e municipal; e União, estados e municípios poderão fixar diferentes valores para a alíquota do imposto.

Plenário

Segundo o líder do governo na Câmara, Major Vitor Hugo (PSL-GO), o governo e o partido têm trabalhado para construir um consenso e viabilizar a votação de três medidas provisórias no plenário esta semana, entre elas, a MP 870/19 da reforma administrativa.

A comissão mista que analisou a reforma administrativa introduziu modificações no texto, como a que retira o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) do Ministério da Justiça e Segurança Pública para transferi-lo de volta ao Ministério da Economia.

Segundo o líder, o partido tentará manter o Coaf no Ministério da Justiça na votação em plenário. “Os deputados do PSL decidiram não apoiar essa mudança no Coaf. Tem um peso simbólico muito grande e uma questão jurídica envolvida em termos de facilitação de combate à lavagem de dinheiro, ao financiamento do terrorismo e à corrupção”. Para não expirar, o texto de conversão da medida provisória precisa ter a votação concluída nas duas Casas até o dia 3 de junho.

Já a MP 863/18, que autoriza até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas com sede no Brasil, precisa ser aprovada pelo Congresso até dia 22 de maio para não perder a validade.

Outra MP citada por Major Vitor Hugo é a 866/18 que cria a Brasil Serviços de Navegação Aérea S.A. (NAV Brasil). A MP autoriza o Executivo a implementar a NAV Brasil, em decorrência da cisão parcial da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).

(Agência Brasil)

Governo anunciará novos bloqueios no Orçamento na quarta

O Orçamento passará por um novo desafio na próxima quarta-feira (22). Em meio à desaceleração econômica, a Secretaria Especial de Fazenda do Ministério da Economia anunciará mais um contingenciamento (bloqueio temporário de verbas) na nova edição do Relatório Bimestral de Receitas e Despesas.

Publicado a cada dois meses, o relatório traz as atualizações das estimativas oficiais para a economia brasileira e o impacto dela nas previsões de receitas e despesas. Com base nas receitas, o governo revisa as despesas para garantir o cumprimento da meta de déficit primário (resultado negativo das contas do governo excluindo os juros da dívida pública) de R$ 139 bilhões e do teto de gastos federais.

Na última semana, o governo recebeu diversos sinais amarelos em relação à economia. O Boletim Focus, pesquisa com instituições financeiras divulgada pelo Banco Central (BC), indicou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB, soma das riquezas produzidas no país) fechará o ano em 1,45%. A previsão deve baixar no próximo boletim, a ser divulgado na segunda-feira (20).

Outro alerta foi dado pelo Índice de Atividade Econômica (IBC-Br) do Banco Central, que funciona como uma prévia do PIB. Famoso por antecipar tendências da economia, o indicador fechou o primeiro trimestre com queda de 0,68% em dados dessazonalizados (que desconsideram as oscilações típicas de determinadas épocas do ano).

A desaceleração da economia reduz a arrecadação de tributos, impactando a receita do governo. A queda de receita deve ser parcialmente neutralizada pela alta no preço internacional do petróleo, que está no maior nível em sete meses. Em audiência pública na Comissão Mista de Orçamento na última terça-feira (14), o secretário especial de Fazenda, Waldery Rodrigues, confirmou que o próximo relatório terá bloqueios adicionais de verbas.

No fim de março, a Secretaria Especial de Fazenda tinha anunciado o contingenciamento de quase R$ 30 bilhões do Orçamento. De lá para cá, o volume total bloqueado não foi alterado, mas o governo fez remanejamentos que retiraram recursos da educação e desencadearam uma onda de protestos na última quarta-feira (15) pela manutenção das verbas.

Pela lei, somente despesas discricionárias (não obrigatórias) podem ser contingenciadas. O volume de contingenciamento, no entanto, pode ser parcialmente reduzido se a equipe econômica reestimar reduções de gastos obrigatórios, geralmente reservas para cumprimento de decisões judiciais ou de gastos com o funcionalismo.

(Agência Brasil)