Obras para recuperação do asfalto iniciam na BR 230 em Altamira

Maquinário e homens trabalhando a todo vapor para restaurar todo o perímetro da Transamazônica que fica na área urbana de Altamira. “Hoje começamos a lançar o pavimento. A chuva dos últimos dias atrapalhou, e como hoje fez sol viemos “, explicou o secretário de infraestrutura e mobilidade urbana, Alexandre Borsatto.

A BR 230 está desgastada, em alguns trechos os buracos tomam conta da via. As obras irão evitar acidentes e melhorar o tráfego, já que a Rransamazônica é a principal via de entra e saída da cidade. “Todo esse trecho de 11km, onde tiver buraco, fenda, todos esses problemas serão revolvidos”, explicou Alexandre.

O serviço é realizado após o período chuvoso para evitar desperdício de material, pois as chuvas prejudicam o asfalto. Além da Transamazônica, o São Domingos também recebe pavimentação. O trabalho iniciou na rua principal e chegará as todas vias do bairro.

Famílias tentam recomeçar após terem as casas alagadas

Móveis e eletrodomésticos na rua, na frente das casas. Para muitos moradores da rua Salustiano de Almeida, no Bairro Independente I, essa sexta-feira (17) foi dia de recomeçar. Após terem suas casas invadidas pela água, as famílias contabilizam os prejuízos e retiram a lama que ficou nos imóveis.

Assim como outras residências, a casa da Simone Queiroz continua alagada. Ela usa uma bomba para tentar retirar água e lamenta pelos móveis e documentos perdidos. De acordo com os moradores, representantes da empresa Norte Energia estiveram no local, ainda no final da tarde de ontem. Segundo a moradora eles comunicaram que iriam retirar as famílias atingidas.

Área da Lagoa

Recentemente o MPF solicitou que o Ibama adote medidas judiciais e administrativas, contra a Norrte Energia e a prefeitura de Altamira, pelo descumprimento do cronograma de ações para retirada das famílias.

Segundo o MPF, a Norte Energia firmou acordo com o Ibama em outubro de 2018, onde se comprometia a finalizar as ações para retirada das famílias até o fim de abril de 2019, o que não foi feito. Na área ainda há famílias esperando para serem retiradas.

O jardim Independente I se formou em torno da lagoa que enchia na época de chuva. Mas a instalação de Belo Monte provocou aumento de preços no mercado imobiliário do município e de aproximadamente 40 famílias, a área passou a ser moradia para quase 500 famílias.

Em nota a Norte Energia informou que das 496 famílias que moravam em palafitas, cerca de 72% já foram atendidas. No caso dos demais moradores, a empresa disse que avalia alternativas de atendimento a serem submetidas à prefeitura de Altamira e ao Ibama. A luta é antiga, mas somente em março de 2018, os moradores foram reconhecidos pelo ibama como atingidos por barragens.

A prefeitura informou que é de responsabilidade da própria concessionária de belo monte a remoção e a reurbanização da área. E que a secretaria de integração social cobrou da empresa celeridade nas remoções em abril deste ano.

Assista ao vídeo

Mais de 2 milhões ainda não sacaram PIS; veja se tem direito a até R$ 998

A menos de dois meses para o fim do prazo, cerca de 2,34 milhões de trabalhadores que recebem até dois salários mínimos não sacaram o abono salarial ano-base de 2017. O prazo para a retirada acaba em 28 de junho.

Segundo a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia, o montante ainda não sacado soma R$ 1,53 bilhão. Os trabalhadores que não retiraram o benefício equivalem a 9,49% do total.

A maior parte dos benefícios não sacados está na Região Nordeste, onde 642.074 trabalhadores ainda não retiraram o abono. No entanto, o estado com o maior volume de esquecimentos é o Rio Grande do Sul, com 584,1 mil benefícios não retirados.

Tem direito ao abono salarial quem estava inscrito no Programa de Integração Social (PIS) ou no Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) há pelo menos cinco anos e trabalhou com carteira assinada por pelo menos 30 dias em 2017, recebendo até dois salários mínimos. Além disso, é preciso que os dados do trabalhador tenham sido informados corretamente pelo empregador na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Os empregados da iniciativa privada sacam o abono do PIS nas agências da Caixa Econômica Federal. Os servidores públicos e empregados de estatais devem fazer a retirada em qualquer agência do Banco do Brasil. O abono salarial ano-base 2017 começou a ser pago em 26 de julho de 2018.

O valor a que cada pessoa tem direito depende do tempo trabalhado formalmente no ano-base. Quem trabalhou por apenas 30 dias em 2017 pode sacar o valor mínimo, que é de R$ 84, o equivalente a 1/12 do salário mínimo. A quantia sobe 1/12 por mês trabalhado até atingir um salário mínimo (R$ 998), para quem trabalhou durante todo o ano.

O trabalhador que não fizer o saque no prazo estabelecido – até 28 de junho, deverá buscar orientações em uma das unidades de atendimento da Secretaria de Trabalho ou entrar em contato com a Central de Atendimento 158 para se informar sobre como proceder.

Como saber se tenho direito?

(Agência Brasil)

Assista ao vídeo

Monumento de garrafas pet é construído na praia da orla

Foram quatro toneladas de lixo recolhidos na ação “rio limpo, povo sadio” que aconteceu no último sábado. Coordenada pela Prelazia do Xingu, a campanha contou com o apoio de parceiros que ajudaram a recolher os materiais no perímetro entre a UFPA até a praia da orla da cidade.

O monumento que foi construído na praia, vai ficar exposto até o dia 05 de junho, data em que se comemora o dia do meio ambiente e tem a intenção de chamar a atenção das pessoas para a grande quantidade de lixo retirado.

Cerca de 300 garrafas pets foram usadas para a construção do monumento, além dele uma faixa também foi deixada com uma frase de conscientização para os banhistas sobre o descarte de lixo aqui na praia.

Assista ao vídeo

Altamira recebe evento nacional do Sebrae sobre empreendedorismo

Altamira é um dos quatro municípios paraenses a receber o “Startup Day”, evento nacional idealizado pelo Sebrae e co-criado com o ecossistema de inovação que ocorre, simultaneamente, em todo o Brasil.

O objetivo é fomentar o ecossistema inovador brasileiro, reunindo voluntários que são referência para falar sobre empreendedorismo e inovação.

Além de altamira, no Pará o Startup Day também será realizado em Belém e Breves (Marajó), no dia 18 de maio, e Paragominas, que recebeu o evento na última quarta-feira. As inscrições podem ser feitas pela internet.

A dinâmica de construção do evento é toda de forma colaborativa, privilegiando sempre as demandas e necessidades do ecossistema de inovação de cada local.

Podem participar startups em todos os momentos de maturidade: curiosidade, ideação, operação e tração.

Curiosidade: tem como perfil pessoas que demonstram curiosidade pela atividade empresarial, mas ainda não têm um negócio. Curiosos são potenciais empreendedores.

Ideação: o empreendedor já tem uma ideia e deseja transformá-la em um modelo de negócio sustentável, explorando uma oportunidade.

Operação: é a fase em que o mais importante é aprender a gerenciar bem o negócio. Neste estágio, são necessárias ferramentas técnicas que possam ser implantadas imediatamente na operação do negócio e forte visão estratégica para superar a fase inicial.

Tração: é o momento em que o empreendedor já superou os dilemas iniciais de uma empresa nascente e deve se preocupar com fatores críticos de sucesso que lhe permitam alavancar o crescimento do negócio.

O Evento acontecerá na Av. Novo Horizonte, 783 – Cidade Nova. Informações: 0800 570 0800.

Programação:

15h – Abertura

15h30 – Empreendedorismo e Gestão de Resíduos

16h20 – Direito de Startups: tudo o que você precisa saber para começar!

17h20 – Conexão Empreendedora – O Caminho do Sucesso

18h – Painel com empreendedores

(Assessoria Sebrae)

Assista ao vídeo

Coordenadoria de zoonoses dá explicação sobre macaco morto

Esta semana nossa equipe recebeu o vídeo de um macaco que havia aparecido morto, próximo a residências no bairro Colina. Em entrevista, o morador contou que somente esse mês já era o segundo primata encontrado morto na mesma área.

O caso deixou os moradores preocupados, pois ninguém sabia o que teria causado a morte do macaco da espécie Guariba. Sobre esse caso, a veterinária do setor de epidemiologia do município, Fabiana Lucas, explicou o que deve ser feito quando se deparar com esse tipo de animal morto. “Assim que a pessoa identificar um primata morto, no caso o macaco, deve se dirigir ao setor epidemiológico do município, que fica no hospital São Rafael, no bairro Mutirão, e informar a presença desse macaco para que a equipe vá até o local”, alerta.

Fabiana diz ainda que é importante que ninguém pegue no animal. É é necessário ressaltar que, se confirmada alguma doença, os macacos não devem ser mortos, pois também são vítimas e não possuem uma forma de contágio para os humanos. O setor já se disponibilizou para ir até o local verificar a situação.

Assista ao vídeo

Creas realiza ação para alertar crianças sobre abuso sexual

Alana Feitosa tem 9 anos e foi uma das participantes do evento realizado pelo Centro de Referência e Assistência Social – Creas. Ela conta que aprendeu com as assistentes sociais, “eu aprendi a falar não se tocarem no meu corpo”, conta ela.

Cerca de cem crianças participaram da ação temática que foi organizada pelo centro de referência da assistência social em parceria com o núcleo de apoio à saúde da família. Em Altamira, do início do ano até agora já foram notificados dez casos de abuso sexual envolvendo crianças e adolescentes.

Além do alerta sobre o que fazer em casos de abuso ou exploração sexual, as crianças e adolescentes que estiveram presentes também assistiram apresentações de música e dança.

O psicólogo Alexsandro Prates informou como identificar uma criança que esteja sofrendo abuso sexual. “Provavelmente ela voltar a chupar dedo, voltar a não ter o controle do esfíncter, que é voltar a usar fralda, coisas do tipo. Em crianças maiores a agressividade virá de forma mais intensa como defesa. Dependendo da idade terá os sinais” , explicou. Ainda segundo o psicólogo, seja nas crianças menores ou maiores a mudança brusca de comportamento é um dos principais sinais.