Saiba os cuidados necessários ao fazer alongamento nas unhas

Manter as unhas em dia nem sempre é possível, a correria do dia a dia, as tarefas em casa. Algumas técnicas de alongamento das unhas prometem dar um jeito pra quem não quer se preocupar. Mas, é preciso atenção. A ex-miss Illinois Karolina Jasko, de 21 anos, descobriu que tinha melanoma de unha depois que seu dedo inchou devido a uma infecção. Após exames médicos, a modelo foi informada de que era um raro e agressivo câncer de pele que se desenvolveu muito provavelmente por conta de uma técnica de manicure.

Juliana ferro é digital influencer e precisa estar sempre com as unhas bonitas, para isso, ela recorreu à técnica conhecida como unha de fibra de vidro. Esses métodos estão conquistando as mulheres que querem ter as unhas sempre lindas e grandes a cada dia. O método garante um resultado natural e duradouro.

Segundo Caroline Damasceno, que trabalha com alongamentos há três anos, para que o procedimento não traga problemas é necessário investir também na manutenção, que pode ser feita a cada 15 ou 30 dias. Além da fibra de vidro, outro serviço utilizado atualmente é a unha de gel, porém, antes de tomar essa decisão, é preciso ficar atenta.

AS infecções acontecem quando não há um cuidado com a aplicação do produto. Na hora de fazer o alongamento, a cliente precisa saber sobre a limpeza dos materiais utilizados. Segundo as profissionais, a fibra de vidro é a que dá mais trabalho, as unhas naturais são lixadas, depois é feita a aplicação da fibra de vidro, que são esses cabelinhos, em seguida as unhas vão para uma máquina de led pra ficar bem duras, depois é aplicado o gel e vem a finalização. E a cliente tem que ter cuidado.

A manutenção das unhas de fibra de vidro é bem simples, mas deve ser sempre feita por um profissional. Outro passo importante para não estragar as unhas naturais, é fazer a remoção das fibras apenas com um profissional, e com os produtos específicos para essa retirada.

Estudantes recebem palestra alertando sobre prevenção de abusos

Duas adolescentes foram assediadas por um idoso, em março desse ano. O suspeito já cumpria prisão domiciliar por ter tentado abusar sexualmente de outra menina, na época com 8 anos de idade.

Infelizmente histórias como essas se repetem, e para que novos casos sejam evitados, e até mesmo identificados, ações de prevenção têm sido intensificadas neste mês, instituído como maio laranja.

Para chamar atenção da população sobre a importância de proteger os direitos da criança e adolescente, durante todo o mês de maio palestras são realizadas contra a prevenção do abuso nas escolas de Altamira.

Os estudantes aprendem como identificar o abuso sexual de forma precoce e como reagir diante de tais situações, e ainda como denunciar. Além disso, outros temas como bullying e suicido também estão sendo trabalhados pela coordenadoria da escola estadual Deodoro da Fonseca, com o apoio do Centro de Referência Especializado de Assistência Social, CREAS – do município.

Riquelme Vasconcelos tem 8 anos. Ela aprendeu direitinho e já sabe o que deve fazer em alguma situação de abuso, uma dela é “eu posso discar no 100”, contou.

Mudança na lei que regula o serviço de mototáxi em Altamira

As quatro emendas aprovadas foram propostas pelo vereador Victor Conde. Elas alteram a lei de abril de 2012, criada para regulamentar o sistema de serviço de transportes, através de mototáxi.

As mudanças trazem importantes benefícios para a classe. De acordo com a lei atual, os profissionais precisavam trocar os veículos a cada 7 anos. Uma das propostas aprovadas permitirá que esse tempo mude para 10 anos.

Com a aprovação do projeto, ele será encaminhado ao gabinete do prefeito, Domingos Juvenil, para que seja sancionado.