Prefeitura homenageia morador em inauguração de rua

O bairro Independente III está recebendo as obras de revitalização nas ruas. 178 metros foram totalmente revitalizados. Uma das moradoras mais antigas da via, Marinês Pimentel, ficou satisfeita com o resultado, ela foi uma das residentes que mais pediu que a rua fosse reformada.

No local foram realizados serviços de pavimentação em blokret, além de meio fio, linha d’água, sistema de esgoto e calçada. A inauguração foi rápida devido um dos moradores ter falecido no mesmo dia. A equipe de trabalho esteve presente no evento. Ao final, o prefeito Domingos Juvenil fez uma homenagem ao morador que faleceu. “O nome desta rua, que não tem nome apenas uma designação – DW3 , será Manoel Lucas da Silva, nome do nosso companheiro de trabalho de faleceu”, declarou.

Os moradores aprovaram a atitude do prefeito. O projeto será encaminhado a Câmara de Vereadores para que seja aprovado e a rua nomeada.

MPF solicita retirada de famílias da lagoa no Independente I


Durante a última visita feita na área da lagoa, no bairro Independente I, pelo Ministério Público Federal, os procuradores da república foram ao bairro e constataram que moradores permanecem vivendo sobre esgoto a céu aberto e despejo de dejetos, em condições insalubres. Algumas delas foram encaminhadas para alugueis sociais.

Recentemente o MPF solicitou que o Ibama adote medidas judiciais e administrativas, contra a Norrte Energia e a prefeitura de Altamira, pelo descumprimento do cronograma de ações para retirada das famílias.

Segundo o MPF, a Norte Energia firmou acordo com o Ibama em outubro de 2018, onde se comprometia a finalizar as ações para retirada das famílias até o fim de abril de 2019, o que não foi feito. Na área ainda há famílias esperando para serem retiradas.

O jardim Independente I se formou em torno da lagoa que enchia na época de chuva. Mas a instalação de Belo Monte provocou aumento de preços no mercado imobiliário do município e de aproximadamente 40 famílias, a área passou a ser moradia para quase 500 famílias.

Em nota a Norte Energia informou que das 496 famílias que moravam em palafitas, cerca de 72% já foram atendidas. No caso dos demais moradores, a empresa disse que avalia alternativas de atendimento a serem submetidas à prefeitura de Altamira e ao Ibama. A luta é antiga, mas somente em março de 2018, os moradores foram reconhecidos pelo ibama como atingidos por barragens.

A prefeitura informou que é de responsabilidade da própria concessionária de belo monte a remoção e a reurbanização da área. E que a secretaria de integração social cobrou da empresa celeridade nas remoções em abril deste ano.

WhatsApp deixa de funcionar em celulares antigos; veja a lista

Após a entrada ao ano de 2019, o WhatsApp atualizou a lista de aparelhos que não serão mais compatíveis com o aplicativo de mensagens instantâneas. Desde 1º de janeiro, alguns modelos já não contam mais com o app disponível mesmo para quem já o tinha instalado. Outros não permitem a criação de novas contas no mensageiro, urgindo para que o usuário atualize o sistema operacional.

Smartphones com versões antigas do iOS ou Android já não podem mais baixar o WhatsApp por meio de suas respectivas lojas online. Aqueles que já tinham o app instalado poderão continuar o seu uso normalmente até o ano de 2020, quando o software ficará totalmente incompatível. Esses modelos atualmente rodam a versão 7.1.2 do iOS ou o Android 2.3.7 (Gingerbread). Smartphones rodando versões anteriores às citadas já não são compatíveis com o app, que não roda e nem pode ser baixado neles.

“O WhatsApp para iPhone requer o iOS 8 ou posterior. No iOS 7.1.2, não é mais possível criar novas contas ou verificar contas existentes. Se o WhatsApp já estiver ativo no seu dispositivo, você poderá usá-lo até 1º de fevereiro de 2020. O iOS 6 ou anteriores não são mais compatíveis. Para uma melhor experiência, recomendamos a utilização da versão mais recente do iOS disponível no seu telefone. Visite a página de ajuda da Apple para saber como atualizar o software do seu iPhone”, diz o comunicado no site do app.

Atualmente, apenas aparelhos rodando o iOS na versão 8 ou além, Android 4.0 ou além, Windows Phone 8.1 ou posterior, bem como o Jiophone e Jiophone 2, rodam o WhatsApp normalmente.

A medida também teve um impacto direto em smartphones mais antigos da fabricante Nokia. Diversos modelos (alguns ainda disponíveis no mercado de seminovos) já não acessam mais o WhatsApp, totalizando 28 modelos da empresa que não podem mais usar o app, incluindo toda a linha “Asha”, conforme a lista abaixo:

Nokia 208
Nokia 301 Single SIM e dual SIM Chat Edition
Nokia 515 pré-instalado WhatsApp Novo
Nokia Asha 201
Nokia Asha 205 Chat Edition
Nokia Asha 210
Nokia Asha 230 Single SIM e dual SIM
Nokia Asha 300
Nokia Asha 302
Nokia Asha 303
Nokia Asha 305
Nokia Asha 306
Nokia Asha 308
Nokia Asha 309
Nokia Asha 310
Nokia Asha 311
Nokia Asha 500
Nokia Asha 501
Nokia Asha 502
Nokia Asha 503
Nokia C3-00
Nokia C3-01
Nokia X2-00
Nokia X2-01
Nokia X3-02
Nokia X3-02.5
Nokia 206 Single SIM e dual SIM

(BBC)

Assista ao vídeo

Assaltante rouba moto de casal e atira em uma das vítimas

Segundo testemunhas o assaltante estava a pé quando fez a abordagem, o casal que foi vítima do criminoso havia acabado de chegar na casa de um parente. O suspeito teria sacado a arma, apontou para as vítimas e pediu a moto, mas a chave estava no veículo e ele não percebeu.

Nervoso ele decidiu atirar. Nesse momento, segundo testemunhas, uma das vítimas entrou em luta corporal com o criminoso para defender a companheira e foi atingida por um tiro.

Após ser atendida na Unidade de Pronto Atendimento, Upa, a vítima que foi baleada recebeu alta para comparecer a delegacia para o registro da ocorrência. O tiro teria atravessado o braço e parte das costas.

O casal registrou o boletim de ocorrência e espera recuperar a motocicleta.

Dia das mães Gazin: mães são homenageadas com café da manhãPatrocinado 

Cliente há alguns anos da Gazin, a dona de casa Fernanda Damasceno se sentiu especial com a homenagem pelo dia das mães que os colaboradores da loja prepararam na manhã de sábado. “É muito gratificante, a loja está de parabéns”, declarou.

Um café da manhã digno de uma princesa. Tudo preparado com muito carinho para mostrar o valor não como clientes, mas como mulheres, mães e guerreiras.

Está não é a primeira vez que uma homenagem como está é realizada, sempre que possível a administração da loja busca fazer algo diferente para homenagear seus clientes em datas importantes.
Lúcia Gomes, que também é cliente, disse que se sente em casa com esses gestos de carinho e pela receptividade com que é sempre recebida.

A homenagem se estendeu para as mamães que trabalham na loja e todos os dias acordam cedo para atender a população da melhor forma possível, como a Ilda Silva, que é vendedora. “É muito bom ser lembrada neste dia importante”, comemorou a funcionária.

Abertura da 13ª copa do Craque Só de Esporte inicia com jogo amistoso

A quadra do ginásio poliesportivo do bairro brasília ficou pequena para a quantidade de atletas. Na arquibancada, parentes e amigos dos jogadores prestigiavam a 13ª copa do projeto Craque só se Esporte, que iniciou com o hino nacional. Em seguida a tocha da copa foi acesa simbolizando a abertura dos jogos. A escola municipal de dança foi convidada para fazer uma apresentação. Tudo feito para incentivar o esporte e a cultura no município.

Logo após a abertura os jogos iniciaram. O público presente estava entusiasmado com as disputas da primeira noite. O grande jogo da noite foi entre os times dos Gigantes do Norte e a Seleção do Craque só de Esporte.

O primeiro gol foi feito pelo time do craque logos nos primeiros minutos. Mas não demorou muito para que os Gigantes do Norte empatassem ainda no primeiro tempo. Neymar júnior quem fez o primeiro gol do time.

A plateia estava bem dividida entre os dois times. Raimundo Nonato Costa que tem seis filhos inscritos no projeto fala da importância do incentivo ao esporte. “A prefeitura está de parabéns”, declarou.

O prefeito de altamira, Domingos Juvenil, esteve presente na abertura da copa com a esposa e falou sobre a valorização da juventude através dos investimentos na cultura, no lazer e no esporte. 

E diante dos olhares atentos do público a cada passe de bola, a disputa ficava cada vez mais acirrada, era difícil dizer quem levaria a melhor. Mas como toda a disputa tem que haver um campeão, o título ficou com o time do sub 12 do Craque só de Esporte, que fechou o placar com 5 gols, enquanto os gigantes ficaram com 4. Mas quando o assunto é incentivar centenas de atletas na busca do sonho de ser um atleta profissional não existe perdedores.

Celpa pode ser proibida de obrigar novos clientes a pagar dívidas de ex-clientes

O Ministério Público Federal (MPF) encaminhou à Justiça, na última quinta-feira (09), parecer favorável a ação da Defensoria Pública da União (DPU) para que a distribuidora de energia Celpa (Centrais Elétricas do Pará) seja impedida de fazer exigências ilegais para prestar o serviço de troca de titularidade, que é a substituição, na conta de energia, do nome de um antigo cliente pelo nome de novo cliente.

Segundo a ação da DPU, para prestar esse serviço a Celpa vem exigindo que os novos clientes paguem as dívidas dos ex-clientes e que apresentem documentos ou que adotem procedimentos – como a autenticação em cartório – não previstos na regulamentação estabelecida pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

Para o procurador da República Ricardo Augusto Negrini, autor do parecer, essas exigências são abusivas e extrapolam o limite da boa-fé. Segundo ele, as informações disponíveis no processo judicial deixam claro que a Celpa “violou e viola, de forma sistemática, toda a coletividade de usuários do serviço público”.

“Resta clara a infringência ao disposto no artigo 31, inciso I, da Lei nº 8.987/1995, que dispõe ser incumbência da concessionária ‘prestar serviço adequado, na forma prevista nesta lei, nas normas técnicas aplicáveis e no contrato’”, alerta o membro do MPF.

Danos morais – O MPF também se declarou favorável ao pedido da DPU para que a Justiça Federal obrigue a Celpa e a Aneel a pagarem R$ 100 mil em danos morais coletivos provocados práticas ilegais.

O procurador da República Ricardo Augusto Negrini registrou no parecer que basta uma consulta ao site do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJPA) para encontrar diversas demandas judiciais em que a Celpa foi condenada justamente por essas práticas.

No processo, a DPU ressaltou que a ação foi ajuizada por causa de diversas reclamações de consumidores à Defensoria. Segundo a DPU, muitos desses consumidores também já prestaram queixas ao Programa de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon) do Pará e à Aneel.

Sobre o pedido referente ao dano moral coletivo, a DPU alegou que estes são devidos “em virtude da grave ofensa ao direito humano de possuir energia, zombar da justiça e da tolerabilidade ao obrigar o consumidor a assunção de dívidas perante terceiros”.

Omissão da Aneel – Ainda em relação os danos morais, a Aneel disse no processo que a agência não pode ser obrigada a pagá-los porque não é responsável por atos praticados pelas concessionárias. No parecer, o MPF contestou essa alegação.

“No caso concreto, percebeu-se claramente a ineficácia da autarquia no que tange à sua atividade regulatória, sendo certo que os abusos cometidos pela outra ré (Celpa) deveriam ter sido alvo de forte reprimenda. Dessa forma, ao se omitir em sua função de órgão regulador, a Aneel deve responder a título de dano moral coletivo, mesmo não sendo diretamente responsável pelo serviço prestado ao consumidor”, defendeu o MPF.

“Vale registrar que bastaria um simples posicionamento proativo da Aneel diante da situação, reiterada e notória, de cobranças abusivas da Celpa por débitos do responsável anterior, para que toda essa situação tivesse sido evitada, resguardando-se o direito de inúmeros consumidores e prevenindo o ajuizamento das ações individuais e desta ação coletiva”, observa o membro do MPF no parecer.

Entenda o caso

A ação foi ajuizada pela DPU em julho de 2018, contra a Celpa e a Aneel. Três meses depois, em outubro, decisão liminar (urgente) assinada pela juíza federal Hind Kayath proibiu a continuidade das cobranças ilegais.

“Como visto, pelo menos em exame perfunctório [não aprofundado], evidencia-se prática abusiva consistente na negativa de mudança de titularidade de contas em decorrência da exigência de documentação que não encontra amparo na Resolução Normativa nº 414/2010 [da Aneel], prejudicando um número crescente de consumidores neste Estado do Pará”, registrou a juíza federal na decisão.

A Celpa e a Aneel apresentaram contestações. Após a apresentação do parecer do MPF, o processo segue para nova análise da Justiça.

(Ascom MPF)

Três detentos são mortos em briga de facções no Pará

Uma briga entre facções no Centro Regional de Recuperação de Redenção (CRRR), no Pará, deixou três mortos e três feridos, na manhã deste domingo (12), segundo informação da Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe).

De acordo com a Susipe, o alvo era o preso Marco Aurélio Fileski, conhecido por Baiano. “Ele foi transferido da Bahia para Redenção, onde teria cometido homicídio, o que o levaria ao Tribunal do Júri, no próximo dia 14.

Segundo a nota divulgada pelo órgão, “Baiano” tinha suposto vínculo com a facção PCC e estava custodiado em uma cela isolada devido às ameaças recebidas.

As informações preliminares, dão conta que outros dois internos, identificados como Cícero Gomes Feitosa e Rai Souza Veiga, foram mortos e oferecidos como “brindes”, expressão usada entre os internos, quando um detento é executado para agradar uma liderança. Pois, um dos mortos era acusado da morte do irmão de um líder, que está custodiado no mesmo presídio. A Susipe informou também que cinco pessoas chegaram a ser feitas reféns, mas já foram liberadas.

Representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Promotoria de Justiça, o juiz da comarca e a diretores da unidade prisional participaram das negociações. “Ao encerramento dos atos, na tarde deste domingo, uma revista geral foi realizada e será aberto procedimento disciplinar penitenciário”, diz a nota.

(Agência Brasil)