Assassino de irmã Dorothy, Taradão deve voltar para prisão nesta terça-feira

Conhecido como Taradão, o fazendeiro Regivaldo Pereira Galvão, deve retornar ao presídio nesta terça-feira (16). Ele foi condenado pelo homicídio da missionária Dorothy Stang, morta em Anapu, em fevereiro de 2015.

A decisão foi expedida pela comarca de Belém e enviada à Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará (Susipe).

No ano passado o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello mandou soltar Reginaldo, condenado a 25 anos de prisão como um dos mandantes do assassinato de Dorothy.

O fazendeiro é o único dos cinco condenados pelo crime que ainda não cumpriu pena, tendo obtido o direito de recorrer em liberdade. Inicialmente condenado a 30 anos de prisão pelo Tribunal do Júri, ele teve a pena reduzida para 25 anos pelo ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Jutiça (STJ), em maio de 2017.

Os julgamentos começaram um ano após os assassinatos, em 2006. Dorothy defendia a implantação de assentamentos para trabalhadores rurais em terras públicas. Essas terras eram reivindicadas por fazendeiros e madeiros da região, o que gerou conflito por terra, o que teria motivado o crime.

Mulheres atendidas pelo Cras participam de curso de bolo de pote

A dona de casa Liana Lima já fazia bolos para a família, mas sempre teve vontade de aprender novas técnicas. Ela e outras mulheres atendidas pelos Centros de Referência da Assistência Social – CRAS, participaram do curso de bolo de pote.

A iniciativa é uma forma de garantir que elas possam ter uma oportunidade de se tornarem independentes e ajudar na renda familiar.

A assistente social Denise Lima, explica que o CRAS, que atende famílias de baixa renda e em situação de vulnerabilidade, sempre oferece oficinas de capacitações e palestras.

Veja como fazer o bolo de pote em casa

Passo 1: A Massa
A base do bolo é simples mas precisa ser bem feita e com ingredientes de qualidade. Você pode também fazer diferentes tipos de massa, como chocolate, dependendo do sabor do seu bolo no pote.

Receita da Massa
Ingredientes
4 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
2 1⁄2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
1 xícara (chá) de leite quente
1 pitada de sal
1 colher (sopa) cheia de fermento em pó
Preparo
Coloque na batedeira os ovos, o açúcar e bata até dissolver o açúcar e a mistura ficar clara.
Desligue a batedeira, adicione farinha de trigo aos poucos e misture até incorporar.
Dissolva a manteiga no leite quente e coloque na mistura.
Adicione o sal e o fermento em pó, bata novamente até ficar uma massa homogênea.
Coloque a massa em uma assadeira (30 cm X 25 cm) untada e leve para assar em forno médio pré-aquecido a 180°C por cerca de 30 minutos ou até dourar.
Tire do forno e deixe esfriar. Em seguida desenforme o bolo e com as mãos esfarele bem. Reserve.

Passo 2: O Recheio
Tão importante quanto à massa para dar um sabor único ao doce, os recheios podem ser dos mais variados tipos (brigadeiro, abacaxi, Nutella, Leite Ninho, etc).

Então faça uma escolha que combine também com o tipo de massa.

Vou dar aqui 2 exemplos de receitas para recheio.

Receita do Recheio de Coco
Ingredientes
1 lata de leite condensado
300 ml de leite integral
100 g de coco ralado
1 colher (sobremesa) de manteiga sem sal
Preparo
Misture o leite condensado, leite, coco ralado e a manteiga até obter uma mistura homogênea.
Leve ao fogo médio e mexa até engrossar (cerca de 1o minutos)
Espere esfriar e use como recheio

Receita do Recheio de Brigadeiro de Paçoca
Ingredientes
3 colheres (sopa) de manteiga sem sal derretida
3 latas de leite condensado
3 caixinhas de creme de leite
300g de paçoca esfarelada
Preparo
Em uma panela fora do fogo, coloque a manteiga derretida, o leite condensado, o creme de leite e a paçoca esfarelada e misture bem até que os ingredientes fiquem bem incorporados.
Leve ao fogo alto, mexendo sempre, até engrossar e ficar cremoso (cerca de 15 minutos).
Retire do fogo e deixe esfriar por 20 minutos para usar nos potes.
» APRENDA AQUI OUTRAS RECEITAS E COMO VENDER BOLOS NO POTE

Passo 3: A Montagem
Agora que está tudo pronto, a massa e o recheio, é hora de montar o bolo dentro do pote.

Pegue o pote que você escolheu

Coloque primeiro uma camada de recheio no fundo do pote

Agora por cima do recheio adicione uma camada da massa de bolo esfarelada

Molhe um pouco a massa com leite condensado.

Adicione mais uma camada do recheio e mais outra do bolo esfarelado. Você pode parar por aqui ou repetir o processo e fazer quantas camadas for necessário para completar o pote.

Coloque uma cobertura. Geralmente a cobertura é próprio recheio mas você pode incrementar e colocar o que preferir (granulado, pedaços de chocolate, chantilly, suspiros, etc).

Professores ganham palestra sobre cuidados com a voz

O dia mundial da voz é celebrado no dia 16 de abril e para relembrar a importância desse instrumento de trabalho para os professores de língua portuguesa e inglesa, e também pedagogos, foi realizada no auditório da secretaria de educação do município uma palestra para orientar sobre como cuidar da voz.

Cerca de 60 profissionais da educação estiveram presentes. Entre as palestras apresentadas foi lembrado pela fonoaudióloga Ananda Souza os principais fatores que levam a grandes problemas com a voz.

Para lembrar sobre os profissionais que utilizam a voz a fonoaudióloga mostrou os artistas que tiveram problemas graves com a voz, entre eles estava o Ex-presidente Luís Inácio Lula Da Silva, Galvão Bueno e a cantora Adele. No evento foi entregue ainda alguns kits da voz, que incluíam água e uma maçã, fruta que ajuda as pregas vocais. Ao final um exercício vocal foi realizado.

Veja alguns cuidados

  • Beba bastante água (em temperatura ambiente) enquanto estiver falando, em pequenos goles. Um corpo permanentemente hidratado significa pregas vocais hidratadas e com melhor flexibilidade e vibração.
  • Preocupe-se em manter uma alimentação equilibrada, sem grande número de horas em jejum, mastigando bem cada alimento a ser ingerido.
  • Coma maçã, pois é adstringente e limpa o trato vocal. Além disso, sua mastigação exercita a musculatura responsável pela articulação das palavras.
  • Use roupas confortáveis e de tecidos que absorvam a transpiração. Roupas leves e folgadas são ideias para quem trabalha com a voz. Sapatos confortáveis favorecem a postura correta.
  • Sono regular, momentos de lazer e atividades físicas também contribuem para uma boa produção vocal.
  • Procure respirar sempre corretamente levando ar até o abdômen e expandindo as costelas. Não eleve os ombros e o peito como se fosse um pombo. O abdômen que tem de se expandir como se estivesse cheio de ar.
  • Enquanto estiver falando, mantenha a postura de corpo ereta, porém relaxada, principalmente a cabeça.
  • Evite competir com ruídos externos durante a fala. Fique atento a eles e procure não aumentar o volume de sua voz na tentativa de superá-los.
  • Tente não gritar. Se for possível, opte sempre pelo microfone ao falar em público.
  • Fale pausadamente e de maneira correta, articulando bem as palavras, mas sem exagero.
  • Ter audição normal é importante, pois o monitoramento vocal é realizado pela audição.
  • Ao sentir vontade de tossir ou pigarrear, respire profundamente pelo nariz e engula a saliva várias vezes ou beba água, pois essas ações provocam um forte atrito nas pregas vocais, irritando-as.

Uruará: trecho alagado na BR 230 apresenta melhoras

A cheia do rio Uruará causou muitos estragos e transtornos para quem precisou passar pela br 230. a ponte no trecho entre Uruará e Medicilândia ficou intrafegável por conta dos alagamentos. Após a prefeitura declarar estado de calamidade e emergência, a defesa civil esteve no local para avaliar a situação. As fortes chuvas que caíram entre os dias 8 e 10 de abril, prejudicaram estradas vicinais e pontes foram carregadas pela correnteza dos rios.

Rio Uruará transborda e condutores enfrentam rodovia alagada

Após fortes chuvas famílias ficam desabrigadas em Uruará

Na zona urbana o alagamento deixou 8 famílias desabrigadas. Nesta segunda-feira o nível do rio já estava mais baixo e o trânsito voltou ao normal no local. Os prejuízos ainda estão sendo calculados e será apresentado em relatório montado pela defesa civil estadual e governo municipal.

Na semana passada recebemos vídeos e fotos que mostravam muitos condutores se arriscando e passando pela área inundada. Adultos, idosos e até crianças. Alguns utilizaram canoas para fazer a travessia. a polícia rodoviária federal enviou uma equipe até o local para fazer um levantamento e repassar ao Dnit, já que esse é um problema histórico.

A orientação para quem quer pegar a estrada nessas condições e tem como destino Uruará e outras cidades daquele trecho é evitar a travessia para que não haja nenhum acidente.

(Com informações Gazeta Uruará)

Apertar duas vezes o botão “cancelar” não evita fraude em caixa eletrônico

Uma dica tem circulado nas redes sociais, principalmente em aplicativos de mensagens, para evitar fraudes em caixas eletrônicos. No texto da mensagem está a seguinte orientação: “Pressione o botão ‘cancelar’ duas vezes antes de inserir o cartão. Se alguém configurou o teclado para roubar seu código PIN, isso cancelará essa configuração”. Mas a mensagem é falsa. Seguir as indicações não ajuda a evitar nenhuma fraude. Tanto técnicos de segurança digital, como site como o boatos.org, já declararam que se trata de um boato.

Segundo especialistas em segurança há duas formas de fraudar um caixa eletrônico – e nenhuma delas seria desativada com o aperto duplo do botão “cancelar”. A federação Brasileira dos Bancos – Fenabran, dá as seguintes dicas de segurança para o uso do caixa eletrônico:

  • Antes de iniciar sua operação bancária, verifique na tela do caixa eletrônico se o equipamento está ativo ou inoperante.
  • Se o caixa eletrônico da agência bancária ou de outro estabelecimento estiver inoperante, não insira o seu cartão e NUNCA aceite ou solicite ajuda de estranhos. Procure sempre pedir ajuda a um funcionário do banco com uniforme e crachá de identificação.
  • Ao digitar sua senha, mantenha o corpo próximo à máquina, para evitar que outros possam vê-la ou descobri-la pelo movimento dos dedos no teclado. As pessoas atrás de você devem respeitar as faixas de segurança;
  • Prefira utilizar os caixas automáticos instalados em locais de grande movimento e, se possível, em locais como shoppings, lojas de conveniência, postos de gasolina, supermercados, etc. Evite utilizar caixas eletrônicos em locais isolados e com pouca iluminação;
  • Sempre que possível, faça seus saques no horário comercial, quando o movimento de pessoas é maior, evitando o período noturno. Evite efetuar saques de valores altos e seja discreto na hora de conferir o seu dinheiro.
  • Esteja atento à presença de pessoas suspeitas ou curiosas no interior da cabine ou nas proximidades. Na dúvida, não faça a operação;
  • Caso não consiga concluir uma operação ou seu cartão fique retido no caixa eletrônico, não digite sua senha e aperte as teclas “ANULA” ou “CANCELA”. Ligue imediatamente para o banco ou procure a ajuda de um funcionário que esteja identificado, se estiver usando o caixa eletrônico de uma agência bancária. Tente utilizar o telefone da cabine para comunicar o fato. Se ele não estiver funcionando, pode tratar-se de tentativa de golpe;
  • NUNCA utilize telefones de terceiros desconhecidos, especialmente os celulares, para comunicar-se com o banco, pois os dados de sua conta e senha ficam registrados na memória do aparelho. Além disso, você poderá não estar falando com representante do banco;
  • Não receba créditos de pessoas desconhecidas em sua conta. Propostas desse tipo são feitas por golpistas, nas proximidades de caixas eletrônicos e de agências;
  • Desconfie de vantagens financeiras ou dramas familiares que lhe sejam apresentados por desconhecidos na fila do caixa automático, especialmente propostas de utilização de sua conta para transferência de valores.

Governo propõe salário mínimo sem aumento real para 2020

O governo propôs, nesta segunda-feira, um salário mínimo de R$ 1.040 em 2020. O número foi fechado tomando como base um reajuste sem ganho real para os trabalhadores. A opção foi estabelecer apenas a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) como parâmetro para a correção do piso nacional em 2020, o que ajuda a controlar as contas públicas, como antecipou o GLOBO.

Hoje, o salário mínimo está em R$ 998. A atual fórmula de cálculo do reajuste foi fixada em 2007 e leva em conta o resultado do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes mais a inflação do ano anterior, medida pelo INPC.

Isso garantiu, nos momentos de crescimento da economia, que o ganho do salário mínimo superasse a inflação, ajudando a reduzir desigualdades e estimulando o consumo das famílias. A regra, no entanto, também fez aumentar as despesas públicas acima da inflação nos últimos anos, o que contribuiu para a piora do resultado das contas do governo.

As estimativas são que cada R$ 1 de aumento no salário mínimo represente uma eleveção de cerca de R$ 300 milhões nas desespas do governo federal.

O governo precisa colocar a previsão do reajuste do mínimo no projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) do próximo ano porque o piso nacional é referência para o pagamento de benefícios previdenciários, assistenciais e trabalhistas. Mais de 65% dos benefícios pagos pelo INSS em janeiro de 2019 possuíam valor de um salário mínimo, o que representa um contingente de 22,9 milhões de pessoas.

O secretário de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues, disse que o governo ainda irá encaminhar para o Congresso Nacional a regra oficial de reajuste do salário mínimo para os próximos anos.

(OGlobo)

Banheiros sujos e entupidos atrapalham usuários no Mercado Municipal

Os usuários do mercado municipal denunciaram as péssimas condições em que o banheiro do local se encontra. Eles reclamam que , frequentemente, o local está causando problemas devido o entupimento da tubulação dos sanitários. Ivanilde Sousa, que trabalha no mercado há mais de dois anos, afirmou que o transtorno atrapalha as vendas.

O Mercado Municipal fica localizado no centro da cidade, na avenida Tancredo Neves. A maioria dos trabalhadores fica o dia inteiro no local. O maior problema de quem trabalha no espaço é a falta de responsabilidade de quem utiliza os banheiros de forma indevida. Nas últimas limpezas realizadas, foram retirados vários objetos que foram descartados dentro do vaso sanitário de forma errada.

Quando o problema acontece, os usuários vão até o camelódromo para utilizar o banheiro. O local é de responsabilidade da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Mobilidade Urbana, segundo o secretário é importante que a população não faça esse tipo de descarte de lixo em locais inapropriados.

Apreensões de madeira aumentam nas rodovias federais do Pará

Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o Pará é o segundo estado com maior número de ocorrências de transporte ilegal de madeira, perdendo apenas para o estado de Mato Grosso. Só no ano passado os agentes apreenderam mais de 2 mil e 600 metros cúbicos de madeira ilegal nas rodovias federais do estado, entre 1º de janeiro a 17 de dezembro. Só na região do Xingu foram mais de 600 metros cúbicos.

Os agentes passaram por treinamento específico para atuarem da melhor forma possível em crimes desta natureza. O que resultou no aumento das apreensões.

Para transportar madeira é preciso nota fiscal do produto e o documento de origem florestal. Geralmente nas apreensões ou o condutor não tem nenhuma das documentações ou a descrição da carga não bate com a documentação declaratória. No último dia 24 de março foram apreendidos quatro caminhões, com uma carga total de 78,68 metros cúbicos de madeira ilegal. No dia 26, um flagrante feito pela PRF apreendeu uma carga de 20,28 metros cúbicos de madeira ilegal, durante fiscalização no km 630 da rodovia BR 230.  No mesmo trecho, no dia
1º de abril um caminhão transportando 35,94 m³ de madeira ilegal foi apreendido

Chuva alaga casas no independente I

Apenas trinta minutos de chuva foram o suficiente para alagar algumas casas na rua Demétrio Abucater, no entorno da área da lagoa no bairro Independente I. Os moradores afirmam que essa situação não ocorria até a implantação da Usina Hidrelétrica Belo Monte.

O morador Renato Santos Rocha já perdeu as contas das vezes que ficou no prejuízo por conta dos alagamentos. Os moradores esperam ser remanejados, mas segundo eles, a Norte Energia disse que a rua deve receber saneamento, mas nada foi feito até o momento para diminuir os transtornos.

Confira a reportagem abaixo.

Em nota, a Norte Energia informou que continua trabalhando na relocação das famílias cadastradas que moram na área da lagoa, de acordo com o Plano de Relocação das Famílias Moradoras da Lagoa do Independente 1, aprovado pelo IBAMA. Em relação às residências localizadas em ruas do entorno da lagoa, a empresa informa que realizou, recentemente, novas visitas, juntamente com comissões de moradores, para analisar a viabilidade técnica de se fazer obras de saneamento no local.

Adicionalmente, a Norte Energia reitera que, conforme já informado, não há influência o reservatório da Usina na área da lagoa do Jardim Independente I.

Ovos de páscoa tem reajuste no preço

Há menos de uma semana para o dia da páscoa, que nesta ano será celebrado em 21 de abril, o os ovos de chocolate já chamam a tenção nos supermercados da cidade. Apesar dos valores, a tradição não pode faltar.

Segundo uma pesquisa do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), os ovos de páscoa estão 4% mais caros em 2019 devido a inflação. Segundo a ABICAB (Associação Brasileira da Indústria de Chocolates) o Brasil está hoje entre os maiores produtores mundiais de ovos de Páscoa.

Um ovo ao leite da marca Nestlé, por exemplo, é encontrado por R$42,99. A caixa de 300g, da mesma marca, custa R$8. Entre os fatores que tornam os ovos com personagens caros, estão os brindes que os acompanham. Se o ovo está caro, a possibilidade de substituí-lo apenas por caixas de chocolate sempre surge e pode gerar uma boa economia.

A expectativa dos empresários é aumentar as vendas em relação à páscoa do ano passado. Segundo a operadora de caixa, Elieuda Ferreia, no estabelecimento que ela trabalha os mais vendidos são os caseiros que chegam a custar em média R$26.